Você está aqui: Home Cotidiano Maternidade oferece casa de apoio às mães de prematuros

Maternidade oferece casa de apoio às mães de prematuros

Unidade já abrigou mais de mil mulheres

Em Rio Branco, mães de bebês prematuros internados no hospital da criança, ou em prestes a dar a luz, em casos especiais, têm um lugar para ficar. A iniciativa é da Maternidade Bárbara Heliodora existe desde 2012 e já abrigou mais de mil mulheres.

A casa de Bárbara é hoje morada provisória de 8 mulheres, mas esse número muda a cada dia. No local, são recebidas mães com bebês prematuros internados na UTI do Hospital da Criança, grávidas em situação de risco, em tratamento na Maternidade e de outros municípios, entre outros casos.

Lucineis Oliveira é a mais recente hóspede da casa. Ela veio às pressas de Vista Alegre do Abunã, distrito de Porto Velho/Rondônia. A filha de um 1 ano e 2 meses de idade foi encaminhada pela unidade de saúde da cidade, com pneumonia e outras complicações. Lucineis também pode dar a luz a qualquer momento. A gestação já completou os 9 meses.

“Agora tá sendo triste ficar longe dela. O único pensamento que eu tenho é que ela sare logo, por que esse aqui na barriga eu sei que tá bem", disse.

Cada nova hóspede que chega é um drama a mais que faz história na Casa de Bárbara. As mães na maior parte dos casos ficam no local enquanto os filhos, recém-nascidos são tratados no Hospital da Criança.

É o caso, por exemplo, da Aline Dias. A jovem de 19 anos é mãe do terceiro filho. O bebê nasceu em setembro e prestes a completar um mês recebeu o diagnóstico de morte encefálica. Segundo a mãe, o parto realizado em Brasiléia deveria ter sido cesariana, mas os médicos induziram a criança de pouco mais de 4 quilos, a nascer de parto normal. Mesmo com uma notícia tão difícil, Aline confia em um milagre.

"Os médicos podem falar que tá desse jeito, mas... Eu sei que os médicos estão fazendo de tudo, mas o único que dá a última palavra é aquele lá de cima", afirma.

Além de acolher, a casa de Bárbara também é um lugar de consolo para as mães. Elas compartilham suas dores, histórias e esperanças.

"Todo mundo é legal com tudo mundo, brinca pra esquecer o que tá se passando com os filhos da gente", explica Aline.
O ambiente da hospedagem é acolhedor e tem todos os equipamentos de uma casa comum. Além das doações que chegam, as mães também recebem três refeições por dia, e atenção redobrada da equipe de assistência social da maternidade.

"Se precisar de atendimento psicológico acionamos a psicóloga. Nós também temos algumas atividades artesanais, fazemos bazar pra trazer materiais, pra trazer atividades novas pra que elas passem o dia a dia mais descontraídas", explica.
A Casa de Bárbara fica há poucos metros do Hospital da Criança. Outro benefício é a localização, porque as mães podem amamentar os filhos que estão internados e também ficam informadas sobre o estado de saúde deles.

Desde 2012, quando a casa de Bárbara foi fundada, já foram abrigadas 1316 mães. Acompanhantes também são recebidos no espaço. A capacidade de ocupação é de 16 pessoas, mas há como abrigar mais, dependendo da situação. A iniciativa é coordenada pela equipe assistencial da Maternidade e do Hospital da Criança.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado