Você está aqui: Home Cotidiano 40 mil se vacinaram na Capital: longe da meta

40 mil se vacinaram na Capital: longe da meta

Apenas 60% de cobertura foi alcançado

Em Rio Branco, a campanha de vacinação contra a gripe encerrou sem atingir a meta. Mais de 40 mil pessoas não se vacinaram. O público alvo com menor cobertura vacinal foi o de crianças, com apenas 32%. Agora, as doses 24 mil doses que sobraram estão disponíveis para pessoas fora do grupo prioritário.

A campanha de vacinação contra a gripe em Rio Branco não atingiu a meta, que era de imunizar pelo menos 90% de um público alvo aproximado de 83 mil pessoas.

Foram dois meses de divulgação e apenas 60% cobertura foi alcançada. Mais de 40 mil pessoas na capital, ficaram sem tomar a vacina. "Alguns pais falaram que devido a episódio de gripe, mudança de clima, muitas crianças ficaram gripadas, febris, não levaram as crianças às unidades e algumas pessoas não quiseram se vacinar por livre e espontânea vontade", explica Socorro Martins, diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de saúde.

O grupo prioritário de crianças de 6 meses à 5 anos de idade foi o que apresentou menor cobertura vacinal, apenas 32%. Ou seja, das 28 mil crianças que teriam que receber a vacina, apenas 10 mil foram imunizadas. A secretaria de saúde considera preocupante a baixa cobertura e espera que os pais levem os filhos aos postos, mesmo após o encerramento da campanha.

A mãe Adriane Cavalcante, mãe do João Guilherme sabe bem quais os sintomas que devem ser evitados, principalmente em se tratando de crianças. "Febre, dor de cabeça, tinha que levar pro posto", disse.

A gripe tem reações complicadas de se lidar, principalmente quando atinge as crianças. Por isso, Adriane não descuida e mantém o filho imunizado.

"Já tem relatos e comprovação que já houve óbitos devido a esses vírus, principalmente H1N1. Por todo país há mais de 300 óbitos. Quem faz a vacina fica prevenido. Não falamos que não vai pegar gripe. Vai ter mas não com tanto agravo no episódio. Crianças e idosos em complicações maiores muitas vezes chegam a ser internados, então a vacina é pra evitar essas complicações maiores nesses grupos", afirma Socorro Martins.

As cerca de 24 mil doses de vacina contra a Influenza vão estar disponíveis nos postos saúde, mesmo para quem não faz parte dos grupos prioritários. "Agora o grupo foi estendido então quem chegar à unidade e procurar a vacina vai estar disponível. Lembrando que crianças menores de 6 meses não podem. Só a partir de 6 meses", explica Socorro.

No balanço dos 2 meses de campanha, somente mulheres após 45 dias do parto ficaram dentro da meta, com 90% de cobertura. Idosos também tiveram bom resutado, com 84% do público vacinado. Em seguida ficaram os professores e profissionais de saúde com 80% de cobertura.

A adolescente Débora Andrade faz parte do grupo prioritário de doenças crônicas. Após ficar livre da gripe, correu pra se imunizar. "Quando a gente toma ajuda a prevenir da gripe. Eu fiquei muito tempo gripada. Meu pulmão tava bem carregado. Agora tá garantido", disse.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado