Você está aqui: Home Cotidiano Puraquê não ataca humanos, diz especialista

Puraquê não ataca humanos, diz especialista

A descarga elétrica gerada pelo animal é uma proteção

Banhistas que se refrescavam no Igarapé Preto, em Cruzeiro do Sul, no último fim de semana, se assustaram com um puraquê preso a uma rede de pesca no local. O peixe é conhecido por liberar descargas elétricas contra predadores ou possíveis ameaças e costuma habitar águas escuras, comuns no Vale do Juruá.

Apesar do susto, o professor doutor especializado em anatomia de peixes pela Universidade Federal do Acre, André Casas, explica que o animal não oferece riscos aos humanos.

“O peixe desenvolve a estratégia do choque para fugir de predadores, ou seja, é uma estratégia de escape nunca de ataque. Não há, oficialmente, nenhum relato de acidente causado por puraquê na nossa região", declara.

O especialista aproveita para esclarecer as características do animal: “Um quarto do peixe está restrito a cabeça e abdômen, os outros três quartos são formados pela cauda. Esta cauda é a responsável por gerar a descarga elétrica, que pode chegar a mil volts”, diz.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado