Você está aqui: Home Cotidiano Reeducandos realizam ação social no Lar dos Vicentinos

Reeducandos realizam ação social no Lar dos Vicentinos

Forma de ressocialização encontrada pelo Iapen

Os reeducandos do regime de monitoramento, João Alves e Ivonaldo Pessoa, fizeram na tarde de ontem (14) um momento diferente no Lar Vicentino. Eles concluíram o curso técnico de cabeleireiro na capital e foram dar um tapa no visual dos idosos que vivem no lar.

Uma maneira que o Instituto de Administração Penitênciário do Acre (IAPEN) encontrou para inserir esses reeducandos no mercado de trabalho foi através de cursos técnicos que possibilitam que eles façam tanto ações solidárias, como também ganhem dinheiro.

“Para mim foi uma iniciativa muito boa, porque através dos conhecimentos adquiridos durante esse curso eu estou conseguindo obter lucros, consegui colocar alimentos na minha mesa e começar uma nova vida na sociedade aonde muitos pensam que não é possível, mas com muita dedicação e perseverança nós conseguimos sim”, afirma o cabeleireiro, João Alves.

“Significa um recomeço, através desse curso graças a Deus eu consegui abrir o meu primeiro salão e também proporcionar várias coisas para minha família, inclusive uma operação para o meu filho. Ele tinha um problema chamado pólipo retal e através do ganho que eu tive depois que eu abri meu próprio salão eu consegui proporcionar essa operação para ele”, diz o cabeleireiro, Ivonaldo Pessoa.

A iniciativa é realizada em parceria com o Instituto Dom Moacir, ao todo 20 presos participaram do curso, desses, 14 concluíram.

Para a gerente de Educação, Trabalho e Negócios do IAPEN, Maria Dalvani de Azevedo, as capacitações amenizam o receio de quem convive com o preconceito na hora de buscar um emprego. “O preconceito é eminente na sociedade, mas para nós como instituição, essa é a nossa oportunidade de ressocializar e devolver para a sociedade um público diferente na qualificação, na profissionalização e aqui eles estão podendo mostrar isso”, ressalta a gerente.

O Diretor-Presidente do Instituto, Lucas Gomes, disse que a intenção é ampliar as ações em outros municípios do Estado. “Existem outras ações programadas também para outros municípios que tem unidades prisionais, como em Brasiléia, Sena Madureira e Tarauacá. A ideia é a partir de agora expandir essas parcerias e capacitar todos os presos do Acre para que a gente ofereça um novo horizonte de trabalho, de educação para esses reeducandos”, conclui.

Criado em 2013, os cursos profissionalizantes já formaram cerca de 1.000 detentos nos presídios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Senador Guiomard.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado