Sábado, 25 de Maio de 2019
Você está aqui: Home Cotidiano IBGE aponta aumento no preço da cesta básica

IBGE aponta aumento no preço da cesta básica

Feijão foi o que mais subiu de preço

De acordo com o levantamento sobre a inflação realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística foi constatado um aumento no preço da cesta básica em todo o país. O alimento que sofreu mais aumento foi o feijão.

Conforme o IBGE, Rio Branco é a quarta capital com o feijão carioca mais caro do Brasil. Neste último aumento, subiu praticamente o dobro e aumentou 97,24% no primeiro bimestre de 2019.

“O feijão lá em casa é todo dia, não pode faltar, mas com esse preço fica cada vez mais complicado comprar”, afirma a dona de casa Cristina Dias.

A população de Rio Branco sentiu as alterações no preço dos alimentos. Comprar os suprimentos para alimentação no mercado é uma atividade quase diária para algumas famílias, mas existem também aqueles que preferem adquirir tudo, uma única vez no mês. “O preço está bem acima mesmo, fica muito difícil porque, o dinheiro é pouco e as coisas cada vez aumentam mais”, disse o vendedor de salgados, Natalino Santiago.

O economista Carlos Franco explica que esse preço elevado ocorre devido o período de sazonalidade. É que ao mesmo tempo em que há chuvas em algumas regiões, a seca atinge outras. Diante disso, a expectativa é que ocorra uma diminuição da safra em 2019, o que encarece os preços devido a questão da oferta e demanda.

“Nós temos uma projeção para que 2019 nós tenhamos uma oferta de feijão inferior ao que o brasileiro consome. Nós precisamos de 3 milhões de toneladas de feijão e nós só vamos produzir 2,9 toneladas então essa diferença faz com que o produtor repasse para o preço. É a lei da oferta e da demanda”, conclui o economista.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado