Desmatamento no Acre aumentou 300% no ultimo ano

Dados foram levantados pelo instituto IMAZOM

De junho do ano passado até junho desse ano, o desmatamento no Acre cresceu em 300%. O levantamento foi realizado pelo sistema de alerta do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (IMAZON).

A pesquisa aponta que o Acre desmatou 10 km quadrados no ano anterior, contra 40 km quadrados no último estudo.

Evandro Ferreira, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), explicou que o desmatamento em uma região, a princípio, deveria estar ligado ao desenvolvimento econômico. No entanto, o Estado continua em crise. Para o especialista, esse é um exemplo de que é preciso utilizar a floresta com mais critérios.

O Instituto de Meio Ambiente (IMAC) irá implantar de forma efetiva o Programa Regularização Ambiental (PRA) no estado. O programa tem como objetivo incentivar os produtores a aderirem ao sistema agroflorestal, considerado sustentável.

O pesquisador do INPA, no entanto, explica que política dos atuais governos pode acabar gerando um efeito contrário, possibilitando mais desmatamentos para sugerir esse desenvolvimento econômico que ainda não foi visto. “Até o ano passado havia um controle maior até na forma de condenação para quem desmatava, mas a impressão que se tem é que desde que mudou o Governo Federal, alguns procedimentos de fiscalização estão sendo inviabilizados”, Afirma Ferreira.