Domingo, 15 de Setembro de 2019
Você está aqui: Home Cotidiano Acre pode se tornar zona livre da febre aftosa

Acre pode se tornar zona livre da febre aftosa

Estado apresentou bons resultados na 1ª fase de vacinação

Um plano estratégico desenvolvido pelo Governo Federal pretende tornar o Brasil uma zona Livre de febre aftosa sem vacinação. Para isso, o país foi dividido em 5 blocos. O Acre está juntamente com o estado de Rondônia, integrando o Bloco 1, que já apresentou bons resultados na primeira fase de vacinação de 2019, ocorrida no mês de maio.

A segunda campanha ocorrerá a partir do dia 1º de novembro, e essa tem probabilidade de ser a última no estado. “A proposta é que em 2016 todo o país não precise mais vacinar o seu rebanho e o estado do Acre, Rondônia e alguns municípios do Mato Grosso serão os pioneiros a passar por essa transição”, afirma Rogério Mello, diretor presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (IDAF).

A partir do momento em que o Acre se tornar reconhecido como zona livre de febre aftosa sem vacinação, uma nova forma organizacional de fiscalizações precisará ser feita.

Segundo Rogério Mello, O IDAF, com supervisão do Ministério da Agricultura, já está se preparando para essas mudanças. “Com a retirada da vacina nós precisamos substituir a defesa do nosso rebanho, então o IDAF vai ter uma participação muito mais ativa na fiscalização e na educação sanitária e também vai precisar investir em tecnologia.”

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado