Aneel anuncia mudança no preço da tarifa de energia

Moradores e comerciantes temem o aumento

O mês de agosto vai começar com um aumento no orçamento mensal das famílias. Isso porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nos últimos dias a aplicação da bandeira vermelha para definir o preço da tarifa de energia.

O sistema de bandeiras tarifárias indica o custo da geração de energia. A cor vermelha sinaliza ao consumidor que esse custo vai aumentar sugerindo a redução do uso para não pagar uma energia mais cara.

Com a aplicação da bandeira vermelha será cobrado uma taxa extra no valor de R$ 4 para cada 100 kw/h de consumo. De acordo com a Aneel, esse aumento irá ocorrer por agosto ser um período de seca com poucos índices de chuva sendo necessário recorrer à produção de energia nas usinas termoelétricas que requerem um custo maior.

Para a classe dos comerciantes a notícia sobre o aumento da tarifa de energia é delicada. Para eles, a economia é mais difícil e as contas mensais levam uma boa parte dos lucros.

“É muito difícil saber que vai aumentar porque a luz já está muito alta e aumentando mais complica, a luz é como se fosse um funcionário que você tem compromisso todos os meses e quando dá três dias que você não paga a cobrança já está na sua porta”, disse a comerciante, Mazé Marçal.

Nas residências a situação também é complicada. Na casa da dona Tereza, aposentada, moram quatro pessoas e o valor da conta de energia mensal chega a quase 800,00 reais. Com a bandeira vermelha, ela teme que a conta passe a vir 1.000,00 reais e ela não tenha mais como pagar.

“Estou com 57 anos que moro neste mesmo lugar e minha luz foi cortada somente uma vez e eu não pagava esse absurdo de luz não, de jeito nenhum, com essa taxa extra fica mais complicado”, concluiu a aposentada.