Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019
Você está aqui: Home Cotidiano Servidores do ISE aguardam redistribuição de trabalhadores

Servidores do ISE aguardam redistribuição de trabalhadores

Eles buscam atuarem de fato no IAPEN

Mais de trinta servidores do Instituto Sócio Educativo (ISE) aguardam redistribuição das suas funções para o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen).

Esses servidores foram aprovados no último concurso do Iapen no ano de 2007, mas mediante acordos, os trabalhadores foram lotados no Instituto Socioeducativo e desde o ano passado, eles vêm tentando uma redistribuição para atuarem de fato no IAPEN.

Os servidores querem aproveitar o inquérito civil instaurado pelo Ministério Público do Acre, que investiga a falta de agentes penitenciários no Estado. O promotor responsável pela ação, Tales Tranin, identificou que é necessário a contratação emergencial de 50 agentes penitenciários.

O presidente do Iapen, Lucas Gomes, conta que a realocação desses servidores causará um impacto financeiro para o Estado tendo em vista a diferença de salário. “Existe um decreto do ano de 2018 que realoca esses servidores do ISE no Iapen, porém, isso gera um impacto financeiro e em decorrência da situação fiscal do estado e da lei de responsabilidade fiscal esta remoção não pode ser feita agora porque causa impacto financeiro que seria considerado, inclusive, improbidade administrativa pelo gesto, então, é aguardar o Estado retornar a sua saúde fiscal para fazer essa remoção”, falou.

Enquanto isso, fica a indignação dos servidores que aguardam a transferência. Tendo em vista, que o próprio governador do estado, Gladson Cameli, confirmou durante uma agenda que a redistribuição seria feita. O momento foi gravado e postado nas redes sociais.

“Em 2017 teve uma turma que saiu do ISE para o Iapen e nós optamos ficar no ISE porque até então prometeram, inclusive, publicaram no Diário Oficial, a equivalência entre os cargos, consequentemente a equivalência salarial e em 2018 essa equivalência se perdeu, a desproporção salarial começou a acontecer entre as classes e nos articulamos junto ao Sindicato e conseguimos essa publicação no Diário Oficial e o Gladson em uma atividade que teve no ISE autorizou, de maneira verbal, a redistribuição, porém, até hoje não aconteceu e não sabemos o motivo”, concluiu o Agente Socioeducativo, Germeson Brilhante.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado