Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Você está aqui: Home Cotidiano IBGE aponta aumento da expectativa de vida no país

IBGE aponta aumento da expectativa de vida no país

Acre é o 13° no ranking nacional

O instituto Brasileiro de Geografia Estatística divulgou nesta quinta-feira (28) novos dados sobre a esperança de vida no Brasil.

De acordo com a pesquisa, a expectativa de vida ao nascer dos brasileiros era de 76,3 em 2018 o que representa um aumento de 3 meses e 4 dias em relação projeção feita em 2017.

O Acre tem a maior expectativa da região Norte. Os dados apresentados pelo IBGE apontam que os acreanos têm esperança de vida ao nascer de 74,5 anos. O estado ficou em 13° no ranking nacional.

Assim como acontece em outros estados, as mulheres estão vivendo mais no Acre. Com a idade média de 78,1 anos elas apresentam uma expectativa de vida cerca de sete anos maior do que a dos acreanos do sexo masculino que vivem em média 71,3 anos.

Na média nacional, a expectativa para as mulheres aumentou de 79,6 anos em 2017 para 79,9 anos em 2018. Já para os homens aumentou de 72,5 para 72,8 anos no mesmo período.

Essa estimativa vem crescendo desde 1940. Naquele ano, a expectativa de vida do brasileiro ao nascer era de apenas 45,5 anos, ou seja, os brasileiros hoje vivem, em média, 30,8 anos a mais do que em meados do século passado.

“Assim como todos os estados do Norte sempre ficam um pouco abaixo nessa esperança de vida em relação ao Sul e Sudeste, mas ele vem acompanhando esse crescimento da esperança de vida do brasileiro que é um fenômeno que já vem acontecendo há muito tempo,” disse o diretor do IBGE-Acre, Marco Fábio.

Mortalidade infantil

Mas o relatório não tem apenas números positivos. O levantamento também aponta questões preocupantes, como a probabilidade de um recém-nascido não completar o primeiro ano de vida. Nesse quesito, o Acre não está nada bem. A média nacional é de que 12,4%das crianças nascidas em 2018 não consigam completar um ano de vida. Aqui no Acre, esse percentual sobe para 16,3.

Um alerta para todo o estado. E esse é justamente um dos principais objetivos da pesquisa. Mostrar a atual realidade do país e apontar os setores que mais precisam de investimentos.

“Todo dado que sai do IBGE ele serve justamente para tentar reverter esse quadro negativo. Em breve nós vamos ter, por exemplo, o Censo Demografico 2020, que vem com informações completas da população, que vai dar um retrato da população e isso é importantíssimo para que governo, prefeitura, todos, consigam reverter todo dado negativo, melhorar a esperança de vida inclusive, diminuir essa questão de não completar o primeiro ano de vida,” conclui Fábio.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado