CABECALHO-GAZETA-ESPORTIVA

Segunda, 13 Março 2017 13:03

Estádio vazio: futebol acriano não empolga torcedor

Written by 
Rate this item
(1 Vote)

130317-esporte-gazetaesportiva-cedidaCampeonato Acreano registra baixa média de público

Não é de hoje que o campeonato acriano não consegue atrair um público semelhante ao futebol amador. Nas décadas de 70 e 80, o torcedor se espremia nas arquibancadas do lendário estádio José de Melo para acompanhar os craques do passado desfilarem o repertório de grandes jogadas.

Os tempos são outros. Na era do futebol profissional, temos dois ótimos estádios (Arena da Floresta e Florestão), mas falta matéria prima. Um campeonato sem grandes investimentos e a ausência de nomes conhecidos não chamam a atenção de um torcedor cada vez mais exigente com a qualidade do espetáculo.

Até mesmo a Copa do Brasil, que lotava em dia de grandes jogos, levou apenas 1,6 mil pessoas na Arena da Floresta na vitória por 1 a 0 do Rio Branco sobre o Figueirense (SC). Em se tratando de campeonato acriano, a situação é ainda mais crítica. A média é de 200 pagantes por rodada dupla no Estadual.

Como se não bastasse, ainda tem a concorrência da TV por assinatura. Nela é possível assistir a uma partida de futebol transmitida ao vivo de qualquer lugar do planeta. Nomes famosos como Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo. Além de Diego, Robinho, Dudu, Nenê e Lucas Prato fazem uma concorrência desleal com os atletas pouco conhecidos do futebol local.

A iniciativa da TV Gazeta, em 2016, que transmitiu ao vivo o Campeonato Acriano de Futebol para todo o Estado, tinha o propósito de dar visibilidade a um certame que há muito não tem boa presença de público.

Alguns desavisados chegaram até a falar que as transmissões da TV Gazeta tirariam o público dos estádios. Que público?

Antes, os clubes eram conhecidos através da tela da TV Gazeta. Os jogadores passaram a ser vistos e valorizados. Em 2017, sem transmissão, o que se viu foram os estádios ainda mais esvaziados.

Afinal, quanto mais eu divulgo um produto e o torno conhecido, maior é a possibilidade de sucesso.

Fica então a expectativa pelo retorno aos gramados de clubes tradicionais do nosso futebol como Juventus e Independência. Mergulhados em uma crise política e administrativa, os clubes são o retrato de um futebol que ficou no passado.

Senildo Melo é repórter e cronista esportivo. Assina a coluna Gazeta Esportiva (no site AGazeta.Net) e o Balanço Esportivo (no programa Balanço Geral/AC).

Read 629 times Last modified on Segunda, 13 Março 2017 21:25

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado