CABECALHO-GAZETA-ESPORTIVA

Domingo, 11 Novembro 2018 22:26

Fim da Série B e medidas políticas dão o tom na Federação de Futebol do Acre

Written by 
Rate this item
(0 votes)

111118-esporte-toniquim-cedidaAntônio Aquino preside da federação desde 1984: quem tira?

A semana ficou marcada com um anúncio, pra lá de surpreendente, por parte do presidente da Federação de Futebol do Acre, Antônio Aquino Lopes.

No cargo de mandatário da federação desde 1984, Toniquim propôs aos clubes o fim da Série B do Acriano, alegando falta de equipes participantes, e o aumento de 8 para 10 os clubes que disputarão a Série A, prevista para janeiro de 2019.

Lembrando que se um desportista corajoso quiser filiar uma equipe na entidade máxima do Futebol do Acre terá de desembolsar a bagatela de R$ 100 mil estipulada pela CBF. O valor é considerado um absurdo para a realidade das finanças deficitárias do futebol local.

São Francisco e Náuas, de Cruzeiro Sul, foram os grandes beneficiados. A proposta foi prontamente aceita pelos representantes dos principais clubes do Acre, sem questionamentos.

O gesto tem um cálculo: a mudança é uma cartada política inteligente por parte de Toniquim. Dessa forma, em tese, ele arrebata mais dois votos para uma possível reeleição prevista para 2019.

Nada contra. Toniquim tem seus méritos por permanecer por décadas à frente da federação. Os dirigentes de clubes parecem estar satisfeitos. Já que nem em oposição se ouve falar. Com esse cenário, a aposentadoria de Toniquim está garantida.

Senildo Melo é cronista esportivo e assina a coluna Gazeta Esportiva no site AGazeta.Net e a coluna Balanço Esportivo no programa Balanço Geral Acre de segunda a sexta na TV Gazeta.

Read 219 times Last modified on Domingo, 11 Novembro 2018 22:49

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado