Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019
Você está aqui: Home Entretenimento Gazeta Estilo Gazeta Estilo - Ator César Júnior estreia hoje, 14, a peça ‘Dona Helena’, na Usina de Artes 14/06/2019

gazeta-estilo-colunista-agazeta

14 Junho 2019 Written by 

Gazeta Estilo - Ator César Júnior estreia hoje, 14, a peça ‘Dona Helena’, na Usina de Artes 14/06/2019

 Ator César Júnior estreia hoje, 14, a peça ‘Dona Helena’, na Usina de Artes

2CesarJunior14062019

Monólogo sobre preconceito, saúde mental e falta de empatia tem produção e co-direção do próprio ator, que é formado pela escola centenária Martins Pena e acadêmico da UNIRIO

O ator e produtor cultural César Júnior estreia hoje, 14, na Usina de Artes João Donato o monólogo “Dona Helena”. Com oito anos de estrada, entre estudos e trabalhos no Rio de Janeiro, ele é o protagonista e o co-diretor do espetáculo. “O processo de gestação dessa peça se iniciou quando deixei o Acre, em agosto de 2010, para realizar o sonho de estudar artes cênicas no Rio de Janeiro. Ao chegar lá percebi que tinha uma longa estrada de preparação pela frente, daí tomei a decisão - acertada - de iniciar minha vida acadêmica na renomada escola de teatro Martins Penna, onde fui picado pelo bichinho da arte. Lá aprendi, na prática, o significado de palavras como empatia, resiliência e ser político”, declara.

4CesarJunior14062019

A peça narra as inquietações de um ator, que ao terminar sua faculdade de Artes Cênicas se sente órfão duplamente, tendo em vista que enfrenta duas perdas. A primeira é a do ambiente escolar, onde convivia diariamente com alunos e professores. A segunda foi a perda de sua mãe, que era o seu porto seguro. Além disso tem o peso de encarar o início de sua vida profissional, sem o auxílio de seus mestres.

3 CesarJunior14062019

Entre pensamentos suicidas, crises existenciais e a ausência e apoio de sua mãe, ele encara com otimismo a busca pessoal de realizar o seu projeto de vida e os desafios que se apresentam. “Dona Helena” têm inspirações na vida de Kurt Cobain, Caio Fernando Abreu e Dandara - a travesti apedrejada até a morte. É também uma homenagem às pessoas que vivem diariamente lutando contra o preconceito, as inseguranças cotidianas e a falta de empatia. 

1CesarJunior14062019

“Eu espero, sinceramente, que essa peça faça tanto sentido para as pessoas quanto faz para mim. Isso porque eu mesmo já passei por processo depressivo e tive que encarar inseguranças e preconceitos, no início da minha carreira. Com esse trabalho pretendo auxiliar outras pessoas. Como diz Fernanda Montenegro, uma de minhas referências: ‘nós atores somos médicos da alma’. É com esse pensamento, que deito e me levanto todos os dias, pensando em como auxiliar as pessoas com a minha arte”, afirma.

5FotoBannerCesarJunior14062019

A peça estará em cartaz na Usina de Artes durante um mês, às sextas-feiras e aos sábados, às 20h, nos dias 14, 15, 21, 22, 28 e 29 de junho; e 5 e 6 de julho. 

Ficha técnica:

Dramaturgia: César Junior

Direção: Maria Luíza Mattar e César Junior

Produção Executiva: César Junior e Samara Oliveira

Assessoria de imprensa: Jackie Pinheiro

Iluminação: Magrão

Figurino e Cenário: César Junior

Serviço:

Local: Usina de Arte João Donato

Dia: 14 de junho a 6 de julho (sextas e sábados)

Horário: 20h

LogoJackikeMAio2018



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado