05 Janeiro 2017 Written by 

A cena mais linda da semana para os funcionários da educação foi a imagem da presidente do Sinteac, Rosana Nascimento, sentada ao lado da presidente do Sinproacre, Alcilene Gurgel

Presídios...

O presídio Anísio Jobim de Manaus, onde ocorreu o massacre que exterminou cerca de 60 presos, tem capacidade para 590 presidiários,mas tinha na tarde do 1º dia do ano, mais que o dobro de sua capacidade. 1.800 presos estavam na cadeia quando o confronto entre facções começou. O presidente Temer usou a palavra “acidente”, para se referir ao massacre em pronunciamento à nação, na manhã desta quinta-feira. Pegou mal! Depois ele foi se explicar no twitter, mas, já era tarde.

...bombas

O presídio Anísio Jobim, foi inaugurado em 1999 e em 2014, foi entregue para a iniciativa privada. A Umanizare recebeu R$ 137 milhões para administrar o presídio. Contratou prestadores de serviço para a função de agentes penitenciários. No dia do massacre, haviam 153 agentes,embora pelo contrato deveriam estar trabalhando 250. Como a empresa recebe por presos, coloca o mínimo de trabalhadores não qualificados e o máximo de presos, para garantir seu lucro. O resultado é o encarceramento em massa, condições aviltantes para os presos e salários degradantes para os funcionários. O resultado não poderia ser diferente.

Contramão

O Brasil segue na contramão de seu chefe, os EUA. O “Grande Irmão do Norte”, iniciou recentemente um processo de estatização do sistema prisional. Aqui, o projeto 513/2011 de autoria do atual presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB), prevê a privatização das penitenciárias. Nunca é demais perceber que quando o sapato aperta o calo das “terceirizadas” é nas estatais que encontram conforto. Após a rebelião em Manaus,por exemplo, 130 presos foram transferidos para a cadeia pública Raimundo Vidal, que estava desativada.

Resposta

Em resposta ao ocorrido no presídio Anísio Jobim (AM), o PCC, fez circular uma “Nota Oficial” prometendo reação contra a as facções rivais. Como eles dizem que precisam se capitalizar, preparem-se para a onda de assaltos que deve iniciar em breve. Valha-nos Nossa Senhora da Algema Prateada!

Outro lado...

Enquanto isso o Eduardo Cunha (PMDB), entra com uma ação no STF, pedindo para que o mandato que ele tinha, lhe fosse devolvido. Como Assim? E eu pensando que ... Deixa pra lá! Creio que uma boa saída, seria mandar esses tipos como o Cunha para presídios administrados pela Umanizare, rs.

...da moeda

E o Rodrigo Maia (DEM) ficou com o cargo do Cunha, com a casa do Cunha e com a fama do Cunha. Bem, nem tanto, mas, já já, chega lá. O golpe que ele está dando no regimento interno com o apoio da esquerda (vôte!), vai garantir a semelhança. Maia não poderia jamais concorrer a reeleição da presidência da Mesa Diretora porque o Regimento Interno diz que presidente interino não tem direito a reeleição. Aí, ele se juntou ao PT, PDT, PCdoB, PSOL e REDE e se lançou.

Cachimbo da Paz

A cena mais linda da semana para os funcionários da educação foi a imagem da presidente do Sinteac, Rosana Nascimento, sentada ao lado da presidente do Sinproacre, Alcilene Gurgel, na reunião para criar o Comitê Acreano de Combate à PEC da Previdência. Nada como ir para o buraco juntas, para obrigar as adversárias a fumar o cahimbo da paz.

Tirando...

A coluna tira o chapéu para o deputado federal Moisés Diniz (PCdoB), que honra o mandato. Em pleno recesso, quando os outros deputados sumiram do mapa do Acre, Diniz cumpre uma agenda atrás da outra, levantando bandeiras como reação contra a reforma da previdência e em defesa da agência do BB da Estação Experimental. E, para o deputado Werles Rocha (PSDB), que também aproveita o recesso para tomar pé da realidade do estado e visitar as bases.

...o chapéu

Tira também para o deputado Raimundinho da Saúde, que dos parlamentares estaduais, foi o único a permanecer no estado, enquanto os outros “pegam um bronze” nas praias do nordeste. Raimundinho é visto todos os dias na Assembleia Legislativa e no gabinete dele, na Baixada da Sobral, resolvendo problemas e ouvindo a população. Rotina que provoca a ira dos adversários que buscam jogá-lo na vala comum do descompromisso.

Comprove

Para quem quiser comprovar é só ligar para um deputado. Ganha um boi se for atendido. Ou, passar um whatsapp. Ganha dois bois se tiver a mensagem visualizada... ganha 3 bois se obtiver resposta. O único a atender telefone é Raimundinho...



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado