11 Maio 2017 Written by 

Sibá Machado sendo Sibá Machado, a respeito do depoimento de Lula ao juiz Moro: "Para mim, ele é Gandhi, o Mandela, o Fidel, a Madre Teresa do Momento. Fiquei em transe psicológica quando ele deu uma lição de moral no moro. Viva Lula"

Neo-Ghandi

Não se assuste, leitor. O pequeno “texto” a seguir é de autoria do secretário de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis, Sibá Machado. Lá vai:

“A liderança de Lula virou um fenômeno! Está muito acima de um produto de Marketing ou midiático. Ele é! Lula fala com o coração, sem roteiro, sem planejamento. É sentimento puro. 60 canais de TV de todos os continentes foram a Curitiba e transmitiram ao vivo o poder deste nordestino. Uma lição para todos nós: os políticos, Empresários, religiosos, etc. Para mim, ele é Gandhi, o Mandela, o Fidel, a Madre Teresa do Momento. Fiquei em transe psicológica quando ele deu uma lição de moral no moro. Viva o nosso Presidente Lula!”

É claro!

É claro que o leitor de agazeta.net não se surpreendeu com o texto e o autor.

Imprescritível

O Projeto de Emenda à Constituição que torna imprescritível o crime de estupro, de autoria do senador acriano Jorge Viana (PT/AC) foi destaque em todos os grandes jornais do país. De fato, uma boa ideia.

Corrupção

Um internauta sagaz abarcou: “o senador deveria aproveitar a oportunidade e propor também como crime imprescritível a corrupção”. O leitor, algumas vezes, grita com força entre uma linha e outra.

Posse

A deputada Leila Galvão (PT) trata os municípios de Brasileia, Epitaciolândia e Assis Brasil como seu próprio feudo. Ela não admite a ação de outro parlamentar estadual, na área.

Estremecida

Ao descobrir que o deputado Jenilson Lopes (PCdoB) tinha feito umas visitas na "área dela", Leila procurou o colega para tirar satisfações.

Nem aí

Jenilson reagiu com frieza ao questionamento da colega de parlamento: "É preciso teu salvo conduto para entrar em Brasileia?", alfinetou. Jenilson diz que não deu a mínima para o piti.

Na agulha

Segmento do PP já tem um nome na agulha para o caso de Antônio Malheiros recusar ser o vice de Gladson Cameli (PP). É o vereador Roberto Duarte (PMDB).

Na agulha II

Para esse segmento, Duarte reúne as condições ideais para vice: é jovem, bonito e dinâmico; tem nome e votos na Capital; é do PMDB, partido do presidente Temer.

Exagero

O deputado Gehlen Diniz (PP) é um bom parlamentar. Apenas peca pelo exagero. Desnecessárias as críticas dele à ida do governador Tião Viana à Curitiba em apoio ao ex-presidente Lula da Silva, porque essa é a prática. Se fosse alguém do PP, Gehlen também faria questão de ir.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado