11 Dezembro 2017 Written by 

É praticamente impossível o carimbo de “ficha suja” na testa de Marcus Alexandre. Por um único motivo: é necessário passar pelo crivo da Câmara de Vereadores de Rio Branco para que o currículo dele fique manchado. E isso nunca vai acontecer.

Trincheira TCE

O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, pode colocar as barbas de molho; olhar para o gato e para o peixe ao mesmo tempo; assobiar e chupar cana. O nível de comprometimento da gestão dele no Tribunal de Contas do Acre é máximo. Há conselheiros que não veem meios de aprovar as contas do gestor em função dos desmandos da Emurb.

Trincheira TCE II

O auge desses desmandos resultou na Operação Midas. O fato é que o TCE vai querer valorizar o próprio passe. Para usar uma imagem já muito desgastada, vai querer demonstrar que não é um tribunal de faz de contas.

Difícil

É praticamente impossível o carimbo de “ficha suja” na testa de Marcus Alexandre. Por um único motivo: é necessário passar pelo crivo da Câmara de Vereadores de Rio Branco para que o currículo dele fique manchado. E isso nunca vai acontecer.

Mas...

Mas, ao menos dor de cabeça o petista deve ter para se explicar. E, pior que isso. O desgaste político em um cenário em que qualquer manchete negativa soa como ameaça à vitória.

Muito longe

É consenso dentro da própria Frente Popular que Marcus Alexandre é o melhor exemplo, dentro da coligação, do que seria um “bom gestor”. É essa imagem imaculada que o TCE deve trincar. E, nunca é demais lembrar que esta corte de contas está longe de ser isenta (do ponto de vista político).

Valor

O relatório do Banco Mundial com orientações ao governo brasileiro traz um perigo que está sendo desvalorizado pelos partidos políticos: trata-se da leitura da instituição em relação ao Ensino Superior público brasileiro. Na prática, o banco sugere a privatização. O que mais espanta é a postura do PT em relação ao assunto. Logo o PT que tem nas federais uma espécie de trincheira espalhada em todo país.

13º salário

Governo do Estado vai pagar o 13º salário. A data já está agendada: dia 22 de dezembro. Isso coloca a gestão do Governo do Acre como uma exceção. É verdade que cumpre o que exige a lei. Mas, não deixa de ser um ponto fora da curva, em um país marcado pela ingerência da coisa pública.

13º salário II

Equipe da Sefaz estava reunida com representantes do Gabinete Civil discutindo o assunto na tarde desta segunda-feira (11). Avalia-se a realização de uma entrevista coletiva para anunciar a informação.

Falso...

Ilderley Cordeiro (PMDB) renunciou à presidência da Amac. Oficialmente, por causa de uma prestação de contas mal feita. Mas, nos bastidores da casa, ninguém esquece os esforços dele para ser presidente.

... moralismo

Ilderley, que apostou na renúncia de Marilete Vitorino (PSD) da presidência da Amac, operou nos bastidores para isso no melhor estilo Michel Temer, que, aliás, é do mesmo partido dele. Quando viu que não conseguiria dar o golpe, e sem clima para continuar, renunciou.

Criador

E por falar em Temer, ele convocou os ministros, nesta segunda-feira (11), para cobrar a liberação de emendas para os parlamentares que votarem pela Reforma da Previdência.

Rainha

A deputada Jéssica Sales (PMDB) foi apelidada de Rainha das Emendas. Todos sabem que isso significa votos contra o trabalhador. Faz besteira, depois o coitado do pai dela tem que ficar por aí, acendendo vela em cada encruzilhada para reeleger a rebenta.

Rasga

O deputado Moisés Diniz (PCdoB) deu um rasga no diretor-presidente da Eletrobras-Acre: "O senhor deveria ter a honestidade de se demitir antes de defender a privatização da empresa". Foi tão duro com o diretor que este saiu do plenário tropeçando na própria sombra.

Fraco

A reação do diretor-presidente da Eletrobras- Acre não passou despercebida. O funcionário engoliu um sapo do deputado Moisés Diniz e arrotou arrogância em cima da imprensa. Ao ser questionado sobre a data do leilão, respondeu que todas as informações estavam "à disposição dos investidores" no site. Além do banho que tomou, será lembrado pela antipatia e desconhecimento do trabalho da imprensa e das regras de transparência.

Gozação

Diretor-presidente da Eletrobras-Acre virou motivo de piada nos bastidores da audiência pública. A pergunta que todos faziam era quanto tempo o diretor vai levar para se enxugar do banho que levou de Moisés Diniz.

Fato

O deputado comunista questionou a falta de dinheiro para investir nas elétricas. Se o governo Temer quisesse, investiria 0,0000001% da isenção que concedeu às petroleiras estrangeiras, como a Shell para salvar as empresas do setor. Daria para salvar todas. Portanto, dizer que é falta de dinheiro é mentira. Desenhou o deputado.

Troféu

O deputado Eber Machado (PSDC) é considerado o melhor condutor de sessões solenes e audiências públicas da Assembleia Legislativa. O parlamentar tem a incrível característica de se moldar ao momento e discursar de acordo com a plateia. Se for preciso, ele não economiza lágrimas.

Povo

O Governo do Acre anunciou ontem a construção de uma delegacia regional em um dos bairro mais violentos da Capital, o Cidade do Povo. Um detalhe não passou despercebido para quem acompanhou a solenidade de assinatura da ordem de serviço para início das obras: não tinha povo. A mesma corte de sempre acompanhava o governador. 

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Foto de ilustração: Sérgio Vale/Agência de Notícias do Acre

 



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado