02 Janeiro 2018 Written by 

Moisés Diniz deve entregar o mandato de volta ao dono Sibá Machado (PT), em breve. Nos bastidores, a informação que rola é que Sibá já pediu o mandato de volta.

 

Tenso

Clima em toda a capital é de tensão por conta da “greve branca” da PM, marcada para começar amanhã, com o título de “Operação Cumprindo a Lei”. Para a população, por conta da possibilidade da violência ficar ainda pior; para a PM, pelo medo da população se voltar contra ela.

Tenso II

O governador Tião Viana (PT) correu para Brasília para tentar conseguir alguma ajuda. O comandante da PM, coronel Júlio César, entre o fogo e a frigideira, com a possibilidade de ser retirado do cargo. O possível sucessor, já engomando o fardamento de gala. 2018 deve ser regido por algum Orixá de mudanças.

anos...

O porta voz do governo apelou para o bom senso, senso de profissionalismo, bom coração, e responsabilidade da tropa, nesse momento crítico, com a população refém da ação de facções criminosas. Léo Rosas disse não acreditar que os policiais vão levar em frente a Operação Cumprindo a Lei, porque, segundo ele, o Governo do Estado deu todas as condições de trabalho exigidas pela tropa. Inclusive coletes à prova de balas novos e blá, blá, blá. A tropa diz outra coisa e ameaça mostrar em praça pública a má condição dos coletes, armas e viaturas.

... quentes

O porta voz do governo anunciou aumento de 10% para todos os policiais militares do Estado, agora em janeiro, e um investimento de R$ 80 milhões, superior ao da Educação e Saúde, juntos. O anúncio poderia ter sido feito antes de a coisa tensionar a esse ponto.

Comemorar?

Comemorar a indicação para o cargo de comandante da Polícia Militar, nesse momento, pode ser um risco. O desgaste é certo!

Bobagens

Com tudo isso acontecendo e ainda tem gente perdendo tempo com sandices como a de um aumento salarial do governador do estado e de seus secretários. É de conhecimento geral que salário de governador só aumenta quando aumenta o salário dos desembargadores que por sua vez é vinculado ao aumento dos ministros do STF. Se os ministros não tiveram aumento, é impossível que os demais tenham tido. Ponto.

Sarney no comando

O ex-presidente da República e eterno donatário da Capitania Hereditária do Maranhão, José Sarney, perdeu força em seu território, mas continua mandando na presidência do país. Foi ele que impediu que Pedro Fernandes assumisse o ministério do Trabalho, apesar de o nome já ter sido anunciado.

Entregando

Além disso, Moisés Diniz deve entregar o mandato de volta ao dono Sibá Machado (PT), em breve. Nos bastidores, a informação que rola é que Sibá já pediu o mandato de volta.

Dá tempo?

Será que, mesmo nessa altura do mandato, Sibá Machado ainda terá tempo para fazer gargalhar os bastidores da política nacional? Quando era o líder do PT na Câmara, em pleno processo do Mensalão, o parlamentar era motivo de chacota na esquerda, na direita, no centro, dentro, fora, de banda e "trevés". Como dizem os jovens atualmente, "vergonha alheia"!

Arrepiando

Movimentação dos partidos de “esquerda” de todo o mundo para uma manifestação em defesa do ex-presidente Lula (PT) e da democracia no Brasil, marcada para o dia do julgamento de Lula, 24 de janeiro, está tirando o sono dos partidos que compõem a base de apoio de Temer. Militantes desses partidos querem por que querem criminalizar a manifestação, o que será difícil, tendo em vista que personalidades como Bono Vox, da banda U2, e Esquivel, ex-prêmio Nobel da paz, além de outras personalidades de renome internacional, confirmaram presença.

CNI

A Confederação Nacional da Indústria não está escondendo a tendência em apoiar o agonizante Governo Temer. Amparada pelos últimos indicadores que parecem acenar para um ainda distante cenário de retomada do crescimento, a CNI mostra otimismo.

Fôlego curto

No site da instituição, é destacado que o consumo das famílias cresce há três trimestres consecutivos (recuperação da demanda doméstica). Mas, a ressalva fica por conta de que a recuperação tem fôlego limitado, dependendo do ritmo com que o Congresso deve apreciar as reformas estruturantes da economia brasileira.

Questão de convencimento

"Petecão teimou e acabou me convencendo". A afirmação, em tom de brincadeira, foi feita pelo presidente do Banco da Amazônia, Marivaldo Melo, que confirmou candidatura à Câmara Federal. É uma candidatura que já vinha sendo planejada há tempos, calculada com critério por um homem que tem, só para o Acre, em 2018, nada menos que R$ 335 milhões do FNO para o setor produtivo.

Agenda de presidente?

Até dia 10 de janeiro, Melo percorre os 22 municípios do Acre. Em nome do Basa, claro.

Sugestões, críticas e informações q O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado