16 Janeiro 2018 Written by 

Flaviano Melo anuncia decisão tomada na segunda pelo partido. Com as movimentações do PSDB de manter o nome de Mara Rocha como pré-candidata ao Senado, a ordem agora é fazer todo esforço para se aproximar do DEM.

Lançada

A candidatura da jornalista Mara Rocha (PSDB) ao Senado está posta, para desespero dos demais candidatos da oposição. O mais colérico é Marcio Bittar (PMDB) que cobra coerência do ex-partido dele, o PSDB, que já tem o vice de Gladson Cameli, na pessoa do oftalmologista Eduardo Veloso.

Escuso

Dentro do PSDB o clima é de desconforto em relação à indicação de Eduardo Veloso para vice de Gladson Cameli (PP). Parte expressiva da militância entende que Veloso usa o PSDB como uma sigla de aluguel. Ele só procurou o partido para se filiar depois de ter sido escolhido por Gladson, para vice.

Escuso II

Aliás, muita gente dentro do PSDB, acusa o presidente da executiva municipal, Francineudo Costa, de ter sido cooptado daquela maneira bem antiga de fazer política, para filiar Veloso. O certo é que Francineudo lançou uma nota dizendo que o PSDB precisa avaliar seus posicionamentos. A nota veio assim que a posição de Eduardo Veloso começou a ser questionada por causa da candidatura Mara Rocha. Em outras palavras, o presidente da executiva municipal quer que o partido retire a candidatura ao Senado para proteger a indicação do nome de vice-governador.

DEM

No programa Gazeta Entrevista desta quarta-feira, o deputado federal Flaviano Melo, presidente do diretório estadual do PMDB, anuncia decisão tomada na segunda pelo partido. Com as movimentações do PSDB de manter o nome de Mara Rocha como pré-candidata ao Senado, a ordem agora é fazer todo esforço possível para se aproximar do DEM. Seja por meio de Tião Bocalom ou por meio do deputado federal Alan Rick.

Estratégia x Paixão

Sobre essas acomodações e a fogueira de vaidades que se formam em um período pré-campanha, o deputado lembra uma conversa que presenciou no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. O ano era 1984. Vivia-se a formação da chapa que elegeria Tancredo Neves presidente da República. Mas, até que isso acontecesse, muita discussão aconteceu. Em uma delas, estava o então jovem Flaviano. Em determinado momento do debate acalorado, Tancredo abarcou. “Nós precisamos compreender que uma campanha nós fazemos com o coração, com a paixão. Mas, as articulações são feitas com a razão”.

Armagedon

Estratégia de um político novato com ascensão meteórica está sendo bastante questionada. Ao não conseguir comprar o chefão do partido, saiu comprando a arraia miúda em torno dele. Assim, garantiu o golpe e a filiação e ainda se vangloriou “formei meu próprio exército do Armagedon”.

Comemora

Tem político das antigas em estado de graça. Acha que vai eleger um governador para ser figura decorativa, enquanto quem vai governar de fato é ele, que não consegue mais se eleger pelas vias normais. Dica, o cidadão em questão já é o manda chuva da campanha (desastrosa, diga-se de passagem)

Exército...

Militância do PSDB acusa Gladson Cameli (PP) e Eduardo Veloso de usar o partido como sigla de aluguel. Dizem que, primeiro, Gladson escolheu Veloso para ser o vice, depois decidiram em que partido ele deveria se filiar.

... do Armagedom

O presidente da executiva municipal do PSDB, Francineudo Costa, teve um papel decisivo nessa jogada política. Segundo militantes mais antigos, ele filiou ex-comunistas e ex-petistas para garantir a aprovação do nome de Veloso. Quando a executiva estadual se deu conta, Inês era morta.

Declarado

A opção por Eduardo Veloso é clara. Ao ser informado que os demais partidos de oposição estavam questionando dois nomes tucanos na chapa majoritária, Francineudo se apressou em divulgar uma nota dizendo que o partido precisa rever alguns posicionamentos. Ou seja, entre a determinação da executiva nacional e a conveniência de ter quem banque a candidatura a deputado estadual, optou pela segunda. A militância tá uma arara.

Substituta

A família Rocha tende a substituir a família Viana na política do Acre. Mara Rocha para o Senado e o irmão Wherles Rocha para o governo é uma realidade mais próxima do que muitos pensam. Anotem aí.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado