09 Fevereiro 2018 Written by 

“Não abro mão, nem um milímetro, do cargo de vice-governador”. A fala é do presidente do diretório regional do PDT, ex-deputado Luiz Tchê.

Mão

“Não abro mão, nem um milímetro, do cargo de vice-governador”. A fala é do presidente do diretório regional do PDT, ex-deputado Luiz Tchê. A polêmica manifestação da juventude petista, que fez críticas à gestão da Segurança Pública, reacendeu um debate interno na Frente Popular: a possibilidade de ter César Messias como pré-candidato a vice-governador.

Mão II

As principais lideranças petistas negaram o movimento, claro. Mas, ele existe. Tchê sabe disso. Mas, já alertou Emylson: “Se você abrir mão da disputa, o PDT não abre”, disse Tchê à cria política. A avaliação do presidente do PDT é que o partido tem tido performances eleitorais que o credenciam ao pleito.

Emylson

Emylson é tido no PDT como “um achado”: disciplinado, gestor sem mácula na administração. É o que canta o presidente do partido. Embora, nas ruas, a pasta pela qual Emylson responde venha sangrando há bastante tempo.

Guerra ...

Pastor Luiz Gonzaga saiu da Confederação da Assembleia de Deus, mas não entregou os imóveis. Como administrou esses imóveis durante 15 anos, o religioso alegou usucapião. O caso está na Justiça.

... Santa

Contrapondo-se a Luiz Gonzaga, o pastor Pedro Abreu está tomando os fiéis do ex-colega. Pedro Abreu está construindo igrejas ao lado das igrejas administradas por Luiz Gonzaga. E os fiéis estão mudando de endereço. Sorte do deputado Jairo Carvalho, genro de Pedro Abreu.

No forno

Tem pesquisa nova saindo do forno. Uma encomendada pelo senador Gladson Cameli (PP), que quer se embasar para a escolha do vice. Ou seja, nem Eduardo Veloso (PP), nem Alan Rick (DEM) estão sacramentados. Alan, aliás, pode estar se precipitando e comprando briga com seu próprio partido à toa.

No forno II

A pesquisa do PSDB, que deve sair na próxima quarta feira, focou nas candidaturas ao senado. Com ênfase no índice de rejeição. O objetivo é demonstrar que a rejeição de Marcio Bittar é monstruosa.

Milhões & milhões

Candidato que anuncia ter R$ 12 milhões em doações de Romero Jucá (MDB) deveria ter mais cuidado. A fonte está sob investigação da Polícia Federal.

Milhões & milhões II

O candidato em questão andou prometendo dividir essa grana entre os deputados federais que o apoiam. A coluna já teve informações sobre três candidatos aos quais o dinheiro foi prometido. Eles vão custar R$ 3,5 milhões, porque uma candidatura vale R$ 1,5 milhão.

Milhões & milhões III

Um dos candidatos a quem foi oferecido R$ 1 milhão, ligou para o senador Sérgio Petecão (PSD), para ver se Petecão cobria a proposta. Deu com os burros n'água. Entrou para a lista negra do senador e pode ficar só na promessa do outro.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado