07 Abril 2018 Written by 

O Acre está um silêncio só em relação ao processo de prisão de Lula. É o que resulta uma central sindical como a CUT não estar mais sob os domínios do PT.

Márcia

A chefe da Casa Civil, Márcia Regina, pensou, calculou e escolheu um partido para compor como suplente na chapa majoritária da Frente Popular. Estava tudo pronto. Mas, na sequência, eis que depois de duas votações polêmicas na Aleac, a história mudou.

Por quê?

Por que do recuo?

Ney

É preciso ser dito: a relação com o Palácio Rio Branco não está boa. O presidente da Aleac tenta priorizar o setor industrial para compor a suplência. Mas, não está fácil.

Silêncio

O leitor já percebeu e comentou. A coluna retransmite. O Acre está um silêncio só em relação ao processo de prisão de Lula. É o que resulta uma central sindical como a CUT não estar mais sob os domínios do PT.

Marcus

Marcus Alexandre tem muito a superar para ser vitorioso. Até mesmo a escolha do vice, Emylson Farias, é tido por muitos do PT como uma demonstração de arrogância de algumas lideranças do partido de "achar que elege tudo, a todo tempo e a qualquer hora".

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado