07 Maio 2018 Written by 

Ao analisar o lançamento da candidatura, com direito a uma cartilha com plano de governo, expressiva liderança medebista não se conteve e comentou: “o Marcio é engraçado, mesmo. Isso parece o lançamento de uma candidatura ao Governo do Estado".

Oficial

O cacique-mor do MDB, Flaviano Melo, lançou oficialmente Marcio Bittar como candidato do partido ao Senado da República. Muitas ausências foram registradas. Entre elas a do candidato a vice- governador da coligação, Wherles Rocha, desafeto manifesto de Bittar, apesar das últimas tentativas de jogar para a galera.

Função correta

Ao analisar o lançamento da candidatura, com direito a uma cartilha com plano de governo, expressiva liderança medebista não se conteve e comentou durante o evento: “o Marcio é engraçado, mesmo. Isso parece o lançamento de uma candidatura ao Governo do Estado”. Não errou. O sonho dourado de Marcio Bittar é o Governo do Estado. E, o pior de tudo, é que ele nem consegue esconder.

Coligação errada

Marcio Bittar disse que a política vive uma “crise de identidade”, com os políticos contrariando o que pensam para dizer o que o povo quer ouvir. Sabe do que fala! Pegou carona na onda conservadora que assola o país e praticamente reproduz aqui, o discurso de Bolsonaro. Ninguém avisou que o candidato dele é Gladson Cameli e não o coronel Ulysses? Viva a crise!

Conservador

O Marcio Bittar, que tenta se reeguer das cinzas, vem com um discurso tão conservador que faria Mussolini corar. Ele se posiciona em favor da Família tradicional como base da sociedade, pelo direito do povo se armar, pela implantação de trabalho obrigatório nas cadeias, contra o aborto e pela redução da maioridade penal.

Peia

Contra o discurso ultraconservador do candidato do MDB, liderança da coligação, dessas bem venenosas, comentou: Interessante! “Marcio aí defendendo a família tradicional, valores cristãos... será que ele acha que o eleitor esqueceu que a mulher dele e a Antônia Lúcia se pegaram em cima do palco, em pleno comício por causa do honesto marido tradicional?” Feito o registro.

Numerologia

O ex-deputado Walter Prado (Solidariedade) aposta tudo na força do número. Walter tenta voltar à Assembleia Legislativa com o número 77.777.

Dia D

O STF decide amanhã os destinos do senador Sérgio Petecão (PSD) e do conselheiro do TCE, Ronald Polanco, em acusação de esquema com agência de viagem, quando os dois eram presidente da Assembleia Legislativa e primeiro secretário, respectivamente. Polanco era deputado pelo PT. Não apostem em condenação. Pelo andar da carruagem, os dois vão sair livres, leves, soltos e com a ficha sem nódoa.

Deracre

Afinal, o Deracre está praticamente fechado mesmo, como afirmam os produtores rurais do Estado que buscam melhoria para os ramais? Pelo menos para os produtores rurais é dito que não tem dinheiro, nem máquinas, nem mesmo funcionários trabalhando lá. Um que outro. Isso daria uma boa CPI: quem quebrou o Deracre?

De preso para preso

A filha mais velha do ex-deputado Eduardo Cunha, Danielle Dytz da Cunha, teve o pedido de filiação ao MDB, partido do pai dela, abonado pelo filho de outro medebista preso, Sérgio Cabral. Cunha está preso desde 2016, por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Cabral, condenado a mais de 100 anos de prisão. Mas, de dentro da cadeia influenciam os apoiadores a investir nas candidaturas dos filhos.

Apoio evangélico

A filha de Eduardo Cunha disputa a eleição em outubro com o apoio da igreja Assembleia de Deus. Inclusive com o apoio do bispo Manoel Ferreira, presidente da convenção das Assembleias de Deus no Brasil. Vale ressaltar que Eduardo Cunha só se elegeu porque teve esse apoio. Os evangélicos deram a Cunha, nada menos que 232 mil votos.

Feirão

Feirão do Imposto acontece em todo país dia 19 de maio. Aqui, também. Em Rio Branco, dia 14 haverá uma palestra do presidente da Comissão de Direito Tributário da OAB/AC, Gilliard Rocha, no Hotel Grand Lumini, às 19 horas.

Feirão 2

No dia 19, além do “Arrastão do Imposto” realizado no centro da cidade pela Associação Comercial e pela Associação de Jovens Empreendedores, acontece uma atividade no Via Verde Shopping: algumas lojas vão oferecer aos consumidores alguns produtos sem a carga tributária. É uma maneira pedagógica de mostrar qual o peso dos impostos na formação dos preços das coisas.

Só este ano

Só do dia 1º de janeiro até agora (dia 7), o Governo do Acre já arrecadou R$ 1,22 bilhão em impostos.

O problema

O problema não é apenas a alta carga tributária em si. O drama é não ter esse volume de recursos revertido em serviços públicos de boa qualidade. Essa é a questão. Não se pode criticar os impostos por criticar. Eles têm um sentido. Sem eles, não há como manter a máquina pública. O drama é não reverter esse pagamento em serviços. E o Brasil é um dos piores do mundo nisso.

Tarzan da baixada

Alguém oriente o pré-candidato ao Senado, Ney Amorim. Se continuar nesse ritmo...

 

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado