01 Outubro 2018 Written by 

A Frente Popular, que só existe na sigla, ficará reduzida ao PT e ao PCdoB. A ideologia dos demais partidos que integram essa frente é muito flexível. Verga-se de acordo com a conveniência.

Caiu nas...

Cabo Daciolo, o folclórico candidato do Patriota à Presidência da República, vem obtendo a simpatia de milhares de eleitores por todo o Brasil a cada vez que participa de um debate. Parcela expressiva de religiosos se vê mais representada pela mensagem social e de esperança do cabo que a de força e agressividade de Bolsonaro.

... graças

Com o forte sentimento anti-PT, mas sem querer cair no outro extremo da paleta política, muita gente está apostando no voto de protesto em Daciolo. Não chega a assustar, mas pode surpreender.

Jejum

Cabo Daciolo voltou à campanha presidencial após ficar afastado por 21 dias de jejum. Como Moisés, desceu do monte com a solução para os problemas do Brasil. A esquisitice do candidato chamaria mais a atenção se fosse isolado. Mas no meio da insanidade que tomou conta do país nesta campanha, é só mais um.

Local

No Brasil e no Acre, a confusão impera. A briga entre os dois candidatos ao Senado pelo PT é o assunto mais comentado da política local. Os golpes entre os dois estão cada vez mais agressivos e baixos. Uma foto de Ney Amorim circulando com a frase. “Agora o adversário é o PT” foi atribuída pela coordenação de campanha de Ney ao fogo “amigo”.

Insana

Se a disputa nacional é bipolar a regional esquizofrênica, o PT parece mais um personagem com dupla personalidade. Ora faz reunião para determinar que elejam Jorge Viana e esqueçam o resto, ora solta nota afirmando que o partido está empenhado igualmente na campanha de todos e que JV e Ney Amorim são carne e unha. Deus tá vendo. Tem gravação.

Definição

Ney Amorim é outro que tá fazendo a dança do caranguejo. Um passo pra frente, um para o lado e dois para trás, deixando todo mundo embasbacado. Reúne-se com a oposição e nega. Briga com o Jorge Viana e nega.

Sobra

André Kamai tem o peito de aço, mas não indestrutível. Mais uma nota de desmentido de briga entre os dois candidatos ao Senado e não vai sobrar nem André nem Kamai.

Fim

Aliás, se essa campanha serviu para alguma coisa foi para acabar com o PT. Pelo menos com o PT que se conhecia. Para renascer no Acre, o partido terá que se reconstruir de novo. O PCdoB idem. Saem dessa eleição com a derrota em alta e a moral em baixa.

FPA

A Frente Popular, que só existe na sigla, ficará reduzida ao PT e ao PCdoB. A ideologia dos demais partidos que integram essa frente é muito flexível. Verga-se de acordo com a conveniência. Vai tudinho fazer parte da base de sustentação do Gladson.

Cara

No Juruá, a campanha é para quem tem dinheiro. Lá o voto não custa menos de R$ 100 a unidade no varejo. E tem candidato à reeleição comprando por esse preço no atacado. Ninguém vê. Ninguém ouve e a lisura da eleição está garantida.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado