09 Outubro 2018 Written by 

Marcus Alexandre ainda fica no grupo político que o acolheu, após uma campanha tão traumática?

Consequências

Engana-se quem pensa que as consequências da derrota de domingo ficarão apenas na esfera política. A perda do poder tem consequências diretas na vida pessoal. E rápida. Prova disso foi a notícia que começou a circular bem cedo nesta segunda-feira, um dia depois da eleição, dando conta que a mulher de um cardeal político anunciou a separação e mudou o status de relacionamento nas redes sociais, já com outro parceiro.

Consequências II

Muitos outros colocaram as barbas de molho, após a notícia da separação do ex todo poderoso. Esperam por aí, um efeito dominó. Será?

Insustentáveis

Nos próximos dias, já são esperadas vendas de carros e casas do alto escalão da corte. Sem o respaldo dos cofres oficiais, a vida vai ficando cara.

Sensato

Senador reeleito, Sérgio Petecão (PSD) atribui a vitória acachapante da oposição nas urnas, inclusive no Senado, ao sentimento antipetista que tomou conta da sociedade. A expressiva votação que os dois candidatos vitoriosos tiveram na disputa com dois nomes fortes do PT, comprovam a tese.

Dono de tudo

Gladson Cameli não vai ter desculpas: vai ter que mostrar resultados. Ele vai governar com maioria absoluta na Assembleia Legislativa, com os 3 senadores e com 7 dos 8 deputados federais. Na bancada federal, apenas Perpétua Almeida (PCdoB) é oposição. E, apesar de ser uma parlamentar dinâmica, uma andorinha só não faz verão.

Bancada do batom

O Acre finalmente tem 50% das cadeiras de deputado federal, ocupadas por mulheres. Mas, ainda é cedo para comemorar. É preciso analisar se as deputadas do Acre vão se preocupar realmente com as questões que envolvem mulheres ou se vão atuar com foco no mundo masculino.

Bancada do batom II

Já na Assembleia Legislativa do Estado não se consegue um aumento da bancada feminina. O número de deputadas estacionou em 4 e disso não passa.

Pulando...

Presidentes de partidos que formavam a base de apoio do governador Tião Viana (PT) já estão em contato com o governador eleito, Gladson Cameli (PP), para oferecer fidelidade.

... do barco

A negociação da fidelidade está acontecendo por debaixo dos panos, porque os "fiéis" querem manter os cargos até dezembro. Em janeiro já serão fiéis do novo governador. Para eles, rei morto, rei posto. Viva o rei!

Balsa

Candidato que priorizou o affair chora, desconsolado, por ter perdido a eleição. Vai ter que enrolar o rabinho entre as pernas e se aquietar com a família tradicional que tanto defende.

Explicação

Adversário político do candidato do affair fez um comentário mordaz: "Eles defendem a família porque é para ela que voltam quando a amante os abandona". Maldade! Não deixam nem a criatura curtir o luto da derrota na eleição e a dor da perda da moça desinteressada.

Jorge

O candidato derrotado ao Senado Jorge Viana fez uma publicação em uma rede social. Por mais que estivesse explodindo, manteve a diplomacia em alto grau. A vontade dera bem outra.

Fatura

Para quem aposta na eterna disputa entre os irmãos Jorge Viana e Tião Viana, esse é um momento muito interessante. Uma leitura possível para a derrota ao Senado pode estar no fato de que a ausência do Estado em várias frentes de governo tenha sido associada ao candidato. Por esse raciocínio, em certa medida, o eleitor viu em Jorge a falta de eficácia da gestão de Tião. Portanto, quem aposta na eterna disputa entre os irmãos se frustrou: não houve rompimento entre os dois (ao menos de forma pública).

Marcus Alexandre

Ainda fica no grupo político que o acolheu (ou do que restou dele), após uma campanha tão traumática?

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado