23 Outubro 2018 Written by 

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve o arquivamento de inquérito contra o governador Tião Viana e o senador Jorge Viana. Os dois eram acusados de prática de caixa 2 nas campanhas de 2010 e 2014.

Nicolau

O deputado Nicolau Júnior (PP) já fala como presidente da Assembleia Legislativa. E tem motivos para isso: ele é o homem da máxima confiança do governador eleito, Gladson Cameli (PP). Gehlen Diniz, do mesmo partido, será muito mais necessário nos embates com a oposição. E Bestene... bem a política é cheia de reviravoltas.

Nicolau II

Os outros partidos terão que se submeter. O PP terá o governador e o presidente da Assembleia. Tião Viana e Ney Amorim, também governador e presidente da Assembleia, também são do mesmo partido. Pelo menos, por enquanto. Ao que tudo indica, deixarão de ser antes do fim do governo.

Ele não

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim do MDB, quer muito a presidência da Assembleia Legislativa para a mulher dele, Meire Serafim, mas não vai conseguir. Gladson não esquece que Mazinho sequer pediu para o pessoal dele usar o adesivo de campanha de Gladson. O governador eleito se sentiu hostilizado pelo prefeito durante a campanha. Prova disso foi o vídeo de uma reunião na casa do prefeito em que ele tomou o microfone das mãos de Gladson e o proibiu de falar o nome de Marcio Bittar (MDB).

Ele também não

Vagner Sales também quer a presidência para a mulher dele, Antônia Sales. E, apesar dela contar com a simpatia da maioria, o mesmo não se pode dizer dele e Gladson também já manifestou que “ele pensa que é dono de Cruzeiro do Sul, mas não é”. E, como foi lembrado, presidente da Assembleia é cargo da confiança do governador.

Definido

Embora deixe as especulações correrem soltas, Gladson já sabe quem será o presidente da Assembleia. Quem o observa já decodificou a maneira dele agir. Basta lembrar o que ocorreu por ocasião da escolha do vice. Com a presidência da Assembleia, vai se repetir o rito.

Rancoroso

O prefeito de Sena Madureira é considerado um dos políticos mais rancorosos do Estado. Por conta das desavenças com o deputado Nelson Sales, implodiu a candidatura do Progressista a deputado federal e depois ainda comemorou dizendo que a grande vitória da eleição de 2018 não foi nem ter elegido Meire (a mulher dele), a mais votada, mas ter conseguido a derrota de Sales.

Censurado

Filho de peixe, peixinho é. Na política acriana, então, o ditado cai como luva. Pois não é que a filha de uma política que costuma apanhar das mulheres dos políticos também andou levando uns safanões nessa campanha? Só não apanhou de cinto porque a turma do deixa disso impediu a matriz de descontar a raiva na filial.

Arquivado

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve o arquivamento de inquérito contra o governador Tião Viana e o senador Jorge Viana. Os dois eram acusados de prática de caixa 2 nas campanhas de 2010 e 2014. Lewandowski negou provimento ao agravo regimental pedido pela Procuradoria Geral da República.

Fichas-limpas

O ministro relator do inquérito, Gilmar Mendes, já havia tido entendimento semelhante sobre o assunto. Mendes não viu indícios de autoria e de materialidade do crime apontado pela PGR. A decisão de Lewandowski reforça decisão do colega de toga. E tira um peso das costas dos irmãos Viana.

Desabafo

É claro que o senador Jorge Viana não perdeu a oportunidade de levar isso ao conhecimento público. Da tribuna do Senado, desabafou. “Pena que isso veio depois da eleição; pena que veio depois de mais de um ano da morte do meu pai. Mas isso vale para os meus netos, para as minhas filhas, todos da minha família, especialmente os amigos e o povo acreano. Nunca precisei de mandato para me proteger”.

Nova geração

“Está havendo muita manipulação de informações. No meu caso, fico triste de ver que adversário usaram fake news durante toda a campanha, versões falseadas para atingir a minha honra, especialmente junto a uma nova geração de acreanos que não conhece a minha história política de verdade. Atualmente, mais de um terço da população não viveu esses tempos de mudanças que ajudei a construir”, analisou Jorge Viana.

Erro

No desabafo que fez na tribuna do Senado, sem querer, Jorge Viana acabou expondo uma linha de raciocínio que circula em análises do PT acriano: faltou diálogo, faltou “política” que mostrasse (e valorizasse) o legado da Frente Popular para uma nova geração de acrianos.

Fator

Esse é um fator que pode explicar uma parte do problema. Não justifica tudo. Mas explica muita coisa.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Foto de ilustração: Agência de Notícias do Acre



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado