Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019
27 Dezembro 2018 Written by 

O fato de haver pessoas importantes da Segurança Pública acusadas de envolvimento com o crime organizado deveria exigir esforço redobrado da Secretaria de Estado de Polícia Civil e da Sesp em relação à transparência.

Transparência

Em gestão pública, transparência nunca é demais. Esse episódio da Operação Sicário poderia ser tomado como o exemplo do que não fazer. Não se refere aqui à operação em si. Mas à divulgação dela.

Transparência II

O fato de haver pessoas importantes da Segurança Pública acusadas de envolvimento com o crime organizado deveria exigir esforço redobrado da Secretaria de Estado de Polícia Civil e da Sesp em explicar a suposta participação desses agentes na rede de crimes.

Senão

Caso contrário, uma operação importante passa a ficar não apenas sob suspeição como pode conquistar a antipatia da tropa. E o Acre já sabe o preço que se paga por uma tropa que não reconhece hierarquia e comando nessa área.

Versões

Aí surgem versões as mais camaradas possíveis tentando amenizar a suposta participação dos agentes de Segurança com o crime. “Fulano não foi preso. Ele se entregou!” Como se isso respondesse algo. “Não foi por essa operação. Foi por uma ação da PM no Morro do Marrosa” etc etc. Tudo isso é responsabilidade da falta de transparência na forma de comunicar a ação policial.

13º

Claro que o Governo do Acre quer que se reconheça “todo o esforço” para garantir o pagamento do 13º salário do funcionalismo. Diante de um cenário de crise generalizada no país, ter um Estado que paga o 13º é moeda rara. É preciso dizer isso. Mas também é necessário reforçar que a maior parte do funcionalismo ficou só com a metade do direito no bolso.

Fato

A outra metade do 13º salário ficará para o próximo governador pagar. E isso não acontecia há 20 anos. Ponto.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado