03 Janeiro 2019 Written by 

Essa recente disputa sobre a rádio da cidade que envolveu o prefeito Mazinho Serafim (MDB) e o deputado estadual Gehlen Diniz (PP) foi mais um galão de gasolina jogado nessa fogueira.

Brincar com fogo

O embate entre os dois machos-alfa de Sena Madureira tem tudo para acabar mal. Essa recente disputa sobre a rádio da cidade que envolveu o prefeito Mazinho Serafim (MDB) e o deputado estadual Gehlen Diniz (PP) foi mais um galão de gasolina jogado nessa fogueira. Gehlen ganhou essa disputa e ficou com a rádio. Para Mazinho restou a ira represada. Mau sinal!

Brincar com fogo II

A disputa política entre os dois políticos iniciou na campanha eleitoral para a prefeitura de Sena Madureira e tende a se acirrar cada vez mais, na medida em que a eleição municipal se aproxime. Mazinho vai para a reeleição, mas Gehlen quer ser prefeito.

Mesma moeda

O Acre tem três políticos considerados turrões. Um deles é Vagner Sales (MDB). Os outros dois são os brigões de Sena Madureira: Mazinho e Gehlen.

Quinta-feira

Do local onde será a residência oficial, passando por nomeações suspensas de assessores especiais e nomeação do Corpo de Bombeiros questionada por parte da caserna, a quinta-feira foi recheada de assuntos para os colunistas. São os primeiros movimentos de um grupo político que tenta se ajustar à rotina do poder.

E...

E... o que essas questões dizem respeito ao cidadão? O que esses “problemas” têm de interesse público? O que um tenente-coronel ou um coronel no comando do Corpo de Bombeiros vai diferenciar na hora de estar presente na vida do cidadão? Se os oficiais do CB são ou não são os mesmos dos governos petistas, o que isso trará de diferença em um incêndio ou em uma enchente?

Gladson

São essas armadilhas que o governador Gladson Cameli precisa fugir. O que Gladson precisa ter foco? Gladson Cameli precisa ter o foco no cidadão, seja os urbanos quanto nas regiões mais isoladas. É isso que precisa motivá-lo. Quais são as políticas públicas que precisam ser efetivadas com o mínimo gasto e o máximo efeito na vida de todos? O resto é assunto que atende a uma parte da imprensa e de dirigentes partidários e classistas.

Quem quiser

Outra situação que precisa ser apreendida é que o governador nomeia quem ele achar que deve. Ponto.

Perigo

Na cerimônia de posse dos secretários, Gladson deu uma declaração que pode soar perigosa para que lida com gestão pública. Disse ele que os secretários foram nomeados para resolver problemas e que não quer “conversa fiada”. É um raciocínio tortuoso. O termo “conversa fiada” pode ser entendido como toda e qualquer ação que não seja prática, efetiva, imediata.

Perigo II

Qual o perigo dessa postura? O perigo é que o gestor pode ser impelido a agir intempestivamente, ao sabor dos problemas, sem elaborar nada de estruturante na política pública. E política estrutural só se conquista com um instrumento: planejamento.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado