Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019
09 Abril 2019 Written by 

A questão crucial não é se Thiago Caetano será o nome que Gladson Cameli referendará como candidato à Prefeitura de Rio Branco. A pergunta que se faz é se Gladson terá capital político para referendar

Crime

O crime ambiental de Rodrigues Alves expôs como anda a gestão pública no setor ambiental. Um frigorífico despejava resíduos (não se sabe precisar há quanto tempo) em um igarapé da região. Eram sangue e chorume que estavam matando peixes e estragando a água usada pelos ribeirinhos.

São Francisco

O Frigorífico São Francisco é de propriedade do prefeito de Rodrigues Alves, Sebastião Correia (MDB). Em entrevista à Rádio CBN, aqui de Rio Branco, ele negou irregularidade e argumentou que o frigorífico foi alugado há três anos para o genro. Então, tá.

Parâmetros

Só para se ter um parâmetro da poluição causada pelo crime ambiental: o frigorífico abate, em média, 25 animais por dia. Imagine isso em termos de volume de resíduos em um igarapé. A informação do crime só chegou ao Imac por meio de denúncia de um cidadão que não soube precisar desde quando a infração era cometida.

Fiscais

Os fiscais que fizeram a autuação, por cumprirem o que determina a legislação federal, foram afastados pelo ex-chefe do Núcleo do Imac no Juruá, Lindemberg Pereira Chaves. A prevaricação custou-lhe o cargo. Agora, a unidade está sendo presidida por uma servidora de carreira do instituto, Anny Eire da Silva Azevedo. E os fiscais retornaram às funções.

Esforço

O presidente do Imac tomou essas providências administrativas e não esconde o esforço de tornar o Imac o órgão público eminentemente técnico. “Não aceito prevaricação, seja de quem for, independente de questões políticas”, avisou. “O que estava sob responsabilidade do Imac fazer foi feito. Agora, vamos ver o que dirá o Ministério Público”.

MP

O Ministério Público do Acre foi procurado. Mas, por enquanto, não informou quais providências irá tomar.

Perda

O ministro do TSE Luís Roberto Barroso acatou pedido de liminar em mandado de segurança do MDB e determinou afastamento imediato do vereador de Cruzeiro do Sul Marivaldo do cargo e execução da decisão do TRE.

Outra perda

Outra que perdeu o mandato, desta vez, por decisão do TRE foi a vereadora Lucila Brunetta. A causa que justificou a perda do mandato foi a desfiliação partidária sem justa causa.

Novo Marcus?

A questão crucial não é se Thiago Caetano será o nome que Gladson Cameli referendará como candidato à Prefeitura de Rio Branco. A pergunta que se faz é se Gladson terá capital político para referendar o nome tendo tantos caciques ao seu lado com outros pupilos.

Plácido

Em uma agenda de entrega de ruas em Plácido de Castro a impressão foi de que Cameli ainda está bem na foto. É aguardar.

Engenheiro verão

O engenheiro verão deve chegar em breve e, com ele, obras. A prefeita Socorro Nery já entendeu o movimento e espalha as máquinas que tem disponíveis até no turno da noite. Mesmo assim não tornará Rio Branco melhor porque a Capital não ficará melhor cuidada, mesmo se tapar todos buracos. A cidade foi muito maltratada.

Ageac

Essa campanha “Ageac é legal” é mais um azedume que o Palácio Rio Branco cria gratuitamente com parlamentares.

Osmir

Por essas e outras que se fortalece nos bastidores o nome de Osmir Lima como um assessor político de primeira ordem no Gabinete Civil.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado