Terça-Feira, 21 de Maio de 2019
18 Abril 2019 Written by 

Nascida a CPI da Energisa, a oposição diz que pode ter até quatro assentos na condução dos trabalhos, o quarto elemento é estratégico

NASCEU

A CPI da Energisa nasceu ontem (17). A retirada de assinaturas poderia acontecer até a publicação oficial por parte da Presidência. Há assinaturas de sobra. Mas a quantidade de assinaturas não é o que preocupa a oposição. Agora, com a batalha regimental vencida, o desafio está na composição da CPI, com sete vagas. O cálculo do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) é de que a oposição pode ter quatro vagas. "Três nós temos, seguramente", sugere.

O QUARTO

O quarto elemento com que a oposição conta é um personagem estratégico, embora a presidência e a relatoria tenham a tendência a ficar com a situação, mesmo a comissão tenha sido proposta pelo comunista Jenilson Leite.

AMADORA

A estratégia da base de sustentação do Governo teve um quê de amadorismo. Qual foi a resposta? Foi uma "embiricica" de pedidos de CPI. CPI do Depasa; CPI do Ruas do Povo; CPI do Huerb; CPI de Empréstimo Consignado...

RETÓRICA

O próprio vice-governador Wherles Rocha (que assumiu uma parte da articulação política na Aleac) foi preso pela própria retórica. Quando frequentou a Casa e propunha comissões de inquérito, sofreu com o rolo compressor do então governo. Essa premissa explica muita coisa: inclusive a não negativa de instalação da CPI da Energisa. Mas, a resposta da "embiricica" de CPI's é um tanto quanto amadora.

DIMINUIU

O site nacional G1, por meio do Monitor da Violência, acaba de divulgar dados de homicídios no país. Caiu 25% o número de assassinatos em 2019, em relação a 2018, nesses primeiros meses do ano. Criação do Ministério de Segurança Pública e do Sistema Nacional de Segurança Pública.

ACRE

O Acre acompanha esse cenário. Relatório do Ministério Público e da Secretaria de Segurança Pública aponta também queda de mais de 25% no número de assassinatos no estado. O G1 aponta que os dois estados onde houve aumento foram Rondônia e Amazonas. Paraná não enviou dados. Justificou que está consolidando dados.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado