Sábado, 20 de Julho de 2019
16 Maio 2019 Written by 

As manifestações contra os cortes na Educação ocorridas nesta quarta-feira foram um vômito. Um escarro. Não é possível que alguém ainda defenda a ideia de que tudo segue normal no Brasil

REFORMA

O ponto mais polêmico da Reforma Administrativa foi a criação de mais 450 cargos comissionados. Somados aos 900 já existentes, o governo tem 1,350 para tocar a banda de agora em diante. É um desgaste desnecessário. Tivesse ouvido a orientação do deputado federal Flaviano Melo (MDB), Gladson não passaria agora pelo constrangimento de ter que rasgar a retórica de "enxugamento da máquina" e outras expressões frágeis que pouco dizem.

NECESSIDADE

É preciso ser racional na condução da gestão. Querer administrar um Estado tendo a concepção de que cargos são um câncer é um erro. A revisão que a segunda reforma faz é prova concreta disso.

COISAS DISTINTAS

Uma coisa é fazer farra com dinheiro público criando cargos de forma irresponsável. Outra é dar condições mínimas para a gestão administrativa.

SECRETARIAS 

Continuam 12 secretarias. Foram extintas duas e criadas outras duas. Os destaques que podem ser dados são a extinção da Secretaria de Estado de Polícia Civil e a criação da Secretaria da Mulher, Ação Social e Direitos Humanos.

PITACOS

Os deputados têm este final de semana para avaliar o projeto da Segunda Reforma Administrativa do Governo do Acre. A intenção do governo é votar o projeto no plenário na sessão de terça-feira. As propostas de emendas neste momento, para o Palácio Rio Branco, não são nada bem vindas. O deputado Roberto Duarte (MDB) já adianta que vai propor uma emenda supressiva para retirar do texto a criação dos 450 cargos comissionados.

OPOSIÇÃO

Nesse assunto de criação de cargos, os atuais deputados de oposição ficam de mãos atadas e bocas impedidas de falar.

EDUCAÇÃO 

As manifestações contra os cortes na Educação ocorridas nesta quarta-feira foram um vômito. Um escarro. Não é possível que alguém ainda defenda a ideia de que tudo segue normal no Brasil.

UFAC

No Acre, a manifestação também foi impactante, com mobilização na Capital e no interior. A única imagem um tanto estranha foi a mobilização da Ufac. O correto não seria eles se juntarem ao movimento no Centro da Capital? Ou a luta não é de todos?

SENDO ELE

O presidente Bolsonaro reagiu ao seu estilo. Chamou de "idiotas úteis" os integrantes dos atos por todo o país. Ele entende que os estudantes são massa de manobra de grupos políticos que lhe fazem oposição.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado