Print this page
17 Maio 2019 Written by 

A cena de um jantar em que Gladson participa é a cara do isolamento e desprestígio. Em uma mesa redonda com várias pessoas conversando umas com as outras, Cameli não conversava com ninguém

DESEMPREGO

O IBGE contou. O desemprego no Acre alcançou 18%. E a perspectiva não é de melhora. Quem tiver seu emprego que se agarre a ele com unhas e dentes. Com uma classe trabalhadora que já é mal remunerada, mal qualificada, com empresas de baixíssimo capital e o Estado sem dar indicativos de que vai promover projetos sólidos de reaquecimento econômico, a economia regional vai mostrando o seu real perfil.

AGENDA

A questionável ida do governador Gladson Cameli aos Estados Unidos compondo a comitiva do presidente Bolsonaro pode ser traduzida em uma única imagem: pires na mão. Gladson foi dizer que o Acre existe; lembrar que deu a maior votação proporcional do país ao capitão e pedir dinheiro, recursos.

AGENDA II

O Governo do Acre precisa criar uma agenda positiva. Só há espiral negativa. Ainda titubeia na questão de formação de equipe.

IMAGEM

Por falar em imagem, a assessoria de Comunicação do governo precisa ser um pouco mais criteriosa com as imagens do governador que distribui. A cena de um jantar em que Gladson participa é a cara do isolamento e desprestígio. Em uma mesa redonda com várias pessoas conversando umas com as outras, Cameli não conversava com ninguém. Ali também estava só.

TENSÃO

A quinta feira (16) foi de muita tensão na equipe da Sefaz que lida com tributação. Equipe de tributação nervosa, em reunião tensa durante praticamente todo o dia, só pode significar uma coisa: queda na arrecadação. E há, dentro da própria Sefaz, quem diga: se não fizerem nada urgentemente, deve haver queda na arrecadação em breve".

R$ 780 MILHÕES

A denúncia que o deputado Calegário fez no plenário da Aleac de que o governo teria condições de fazer circular na economia local R$ 780 milhões não encontra respaldo na Sefaz. A não ser que o parlamentar esteja contabilizando recursos de investimentos, que são recursos carimbados e que o governo só pode mexer se houver contrapartida (recursos de convênios). O deputado foi procurado para detalhar o número anunciado, mas não retornou ligações.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.