Domingo, 22 de Setembro de 2019
22 Agosto 2019 Written by 

A crise na saúde segue firme. Dia 3 de setembro será assembleia geral dos trabalhadores para decidir por greve geral. O que os sindicatos vinculados à Saúde argumentam é que não há diálogo consequente com a Sesacre.

QUEM MEDIA?

Quem ou o que será capaz de distensionar a corda entre o deputado estadual José Bestene e o governador Gladson Cameli? Essa crise não pode continuar. Ontem, a reação de Bestene ao ser informado de que Gladson estava anunciando apoio a Minoru Kinpara à Prefeitura de Rio Branco, o presidente do PP reagiu com a bile: falou que ele vai colocar o nome para apreciação do partido.

EM TEMPO

É bem verdade que o próprio governador Gladson Cameli já afirmou que o PP teria candidato próprio à Prefeitura de Rio Branco. Tendo isso como referência, como é que ele agora declara apoio ao pretenso nome de um partido aliado?

SAÚDE

A crise na saúde segue firme. Dia 3 de setembro será assembleia geral dos trabalhadores para decidir por greve geral. O que os sindicatos vinculados à Saúde argumentam é que não há diálogo consequente com a Sesacre. Quando são chamados é apenas por uma formalidade. Não se tem uma disposição em ouvir e construir um modelo de gestão consorciado. Há uma definição da Sesacre e ponto.

EFICÁCIA

E essas definições, por enquanto, não encontram os resultados adequados. Os sindicalistas já estão até usando o termo “militarização da Saúde” para ironizar o fato de que cargos estratégicos na gestão de Mônica Feres sejam ocupados por militares da reserva.

HUMMMM

Nesta quarta (21), Lúcio Brasil deixou a superintendência da Fundação Hospital Estadual do Acre. Comoção geral entre funcionários. Teve até choro. E não é que quem sobe as escadas do site AGazeta.Net se desviando da fumaça é o tal do Gaiato! O danado estava sumido.

_ Há Quanto tempo, Gaiato!

_ Pois é, rapaz!

_ Novidades?

_ Rapaz, você viu essa saída do Lúcio Brasil da Fundhacre? Nesses anos todos observando essas movimentações no nosso arraial, eu já aprendi a cultiva calos nesses negócios e digo sem pestanejar: servidor público chorando por causa de saída de gestor... hummm sei não!

Esse Gaiato só vem à redação plantar desconfiança.

INSEGURANÇA

Já tem lojas de departamentos que estão fazendo entregas seletivas de móveis e eletrodomésticos. em alguns bairros, não fazem mais entregas: já foram assaltados diversas vezes e não estão mais dispostas a pagar para arriscar mais. É claro que essa é uma situação que dificelmente será admitida por qualquer gerência, em função do Código de Defesa do Consumidor. Mas os moradores do Taquari e, em breve, do Calafate sentirão os efeitos dessa decisão. É a insegurança trazendo prejuízos ao já frágil ambiente de negócios do Acre.

BOLSONARO

O presidente Jair Bolsonaro teve que admitir o óbvio: aumentou o desmatamento na Amazônia. E apontou o dedo para os governadores da região. Por essa, o Palácio Rio Branco não esperava. A fala irresponsável (porque sem provas) relacionando as queimadas á atuação de ONG's não é de surpreender.

Sugestões, críticas e informações O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado