Você está aqui: Home Esporte América evita clima supremacia diante do Galo

América evita clima supremacia diante do Galo

Jogadores mantiveram treino, mesmo com chuva

Mesmo com chuva, a equipe do América de Minas Gerais treinou na tarde desta terça-feira. O Coelho já entra classificado e precisa apenas de um empate para se garantir na próxima fase. O técnico da equipe, não concorda com a expressão "vantagem".

Jogadores e equipe técnica chegaram ao Estádio José de Melo por volta das 4 da tarde. A chuva não dava trégua. O campo, como previsto estava encharcado. E mesmo com ambiente desfavorável, os jogadores foram para o gramado.

Para começar, corrida, depois alongamento e bate bola. Enquanto isso, os goleiros treinavam defesas. Segundo o técnico Enderson Moreira, um trabalho para esticar a musculatura, já que a viagem foi longa e os atletas participaram nos últimos dias de três jogos oficiais.

Para Moreira, as novas regras da competição, não colocam o Coelho em vantagem. O América precisa apenas de um empate para passar para a próxima fase.

"Eu acho que a vantagem é muito pequena pra jogarmos pelo empate. Quando terminar o jogo empatado, ótimo. Será um ótimo resultado pela classificação, mas a gente sabe que um resultado extremamente difícil, pode ser traiçoeiro também, porque no último instante pode sofrer um gol, no último lance pode ser eliminado. A gente não tem esse perfíl de poder vir aqui e achar que tem essa vantagem. A equipe do Atlético tem outras vantagens como jogar em casa, com seu torcedor, com clima que está habituado. Acho que não tem vantagem, ou favorecimento, nem de um lado, nem de outro", comentou.

Entre os jogadores do América Mineiro está o zagueiro Rafael Lima. Ele acabou de integrar a equipe. Anteriormente jogava no Chapecoense. Por pouco não embarcou no voo trágico. Rafael sofreu uma contusão num jogo contra o Santos, perdendo a condição de titular.

Além do sentimento de perda, ele afirma que todos os dias, lembra-se de que Deus lhe deu uma nova oportunidade. "Muitas famílias foram dilaceradas na ocasião desse episódio. Eu agradeço a Deus que eu posso a cada novo dia dar um beijo na minha filha e na minha esposa. Estou procurando seguir minha vida, estou tendo uma nova oportunidade aqui no América, a equipe que me abriu as portas e que tá me dando toda condição de trabalho. Vou procurar fazer meu melhor e obviamente jamais vou esquecer o que aconteceu", disse.

Rafael já esteve no Acre, jogando pela Chapecoense. Desta vez, com o América, ele vem de uma maratona de jogos. "A gente veio de um jogo no final de semana no estadual, já viemos pra cá pra ficar adaptado ao clima que pode ser adverso e vamos procurar fazer um grande jogo", afirmou.

Outro destaque da equipe e que deve dar trabalho ao Atlético é o goleiro João Ricardo. Ele é bicampeão do Troféu Guará, que premia os melhores goleiros dos clubes mineiros.

A premiação ele conseguiu jogando pelo América nos últimos dois anos. Na fala ele expressa respeito ao Galo, opinando sobre o jogo que deve ser equilibrado. "É um jogo que a gente tem que entrar atento pra não ser surpreendido. Jogando na casa do adversário e com uma equipe que, por nada que foi campeão do Acre. Então tem que entrar ligado, focado pra não ser surpreendido", disse.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado