Você está aqui: Home Esporte Rio Branco “pede desculpas” por tratamento com imprensa

Rio Branco “pede desculpas” por tratamento com imprensa

Diretoria quer parceria com profissionais da comunicação

O conselho temporário do Rio Branco Futebol Clube convocou os cronistas esportivos para uma reunião com objetivo de pedir desculpas por possíveis equívocos ocorridos há algumas semanas com a classe e a imprensa em geral. O encontro também serviu pra esclarecer sobre as regras impostas pelo clube.

Carlinhos Farias, gestor do clube, iniciou a conversa com pedido de desculpas, afirmando que diferente de boatos que circularam nas últimas semanas, o Rio Branco Futebol Clube, precisa, sim, da imprensa.

A reunião foi motivada por uma situação desagradável ocorrida no dia da apresentação do elenco do Estrelão. Uma cerca de madeira que, segundo os gestores, colocada por medida de segurança para evitar furtos e roubos, foi vista como a muralha de separação, porque deixou os profissionais da imprensa restritos à arquibancada. Simultaneamente, o clube informou que passaria a valer uma série de regras, que mais distanciavam do que aproximavam os dois lados da relação.

"Apenas restringimos aquele local para aquele dia. O que houve foi realmente um mal entendido e ficou entendido que o Rio Branco ia impedir que a imprensa tivesse acesso. Mas, foi muito por conta do dia que foi atípico, ia ter presença do público em geral, mas de maneira o Rio Branco ia manter esse tipo de decisão que julgamos que seria até antipática", disse Farias.

Segundo o vice-presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do Acre (ACEA), o fato gerou constrangimentos e por isso foi necessário esclarecer esse posicionamento.

"A associação dos cronistas esportivos resolveu tomar a frente, conversar com a diretoria do Rio Branco, marcar essa reunião com todos os cronistas por que é uma classe, teve ponderação de um lado, de outro, abertura, então de agora pra frente tá tudo tranquilo", comentou.

Por outro lado, o gestor interino do clube alega que a iniciativa do Rio Branco em chamar a imprensa para uma nova conversa. Independente de quem deu o primeiro passo, o mais importante é que a paz foi selada.

"Eu liguei para o presidente da entidade, que é a Acea, propus essa conversa. Realmente isso não é bom para o clube, não é para o clube, para a imprensa. Vocês vivem da cobertura. Então, é algo que julgamos de uma importância muito grande. Estamos abrindo o clube", disse.

Além dos esclarecimentos Carlinhos também explicou que os treinos estarão abertos à cobertura da imprensa às terças, quartas e sextas, sendo 30 minutos antes do início para entrevistas e 20 minutos após para fotos e filmagens. Lembrando que dependendo do clima, os treinamentos podem acontecer pela manhã. Contudo, o técnico estará a disposição da imprensa todos os dias.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado