Você está aqui: Home Esporte Eduardo: vice em busca de conquistar a artilharia

Eduardo: vice em busca de conquistar a artilharia

Foco é ajudar o time, mas em busca de superar marca pessoal

Além de ter uma equipe do Estado na liderança da chave A do Brasileiro da série C, o Acre também se orgulha de ter um atacante que briga pela artilharia. Eduardo é o nome dele. Jogador com características especiais e que nesse momento é o vice-artilheiro da competição.

O Atlético vive um dos melhores momentos da história do clube, disputando a série C. Está na liderança isolada do grupo com 26 pontos e prestes a garantir classificação para a segunda fase do campeonato.

Além do prestígio que a equipe conquistou por vencer tantos obstáculos, incluindo a logística da competição, já que tem que cumprir maratonas de viagens, alguns jogadores se destacam. Entre eles, Eduardo, que é vice-artilheiro da competição, com 7 gols. O atacante também divide o posto com Leonardo, do Confiança. O artilheiro é Felipe do Botafogo.

"A gente sabe que é complicado, uma competição difícil, na qual muitos atacantes brigam por um momento desses. Graças a Deus ele tem me abençoado e eu acredito que é fruto de muito trabalho, dedicação. Então, tenho que continuar nessa pegada que, se Deus quiser, vai dar certo o nosso objetivo", afirma o atleta.

A história do jogador Eduardo começa profissionalmente no São Francisco, com 18 anos de idade. Depois ele jogou no Independência, Andirá e aos 23 anos chegou no Atlético. Sempre como meio campo e atacante. O jovem de poucas palavras, mas de muita expressão em campo, com jogadas rápidas e que sempre encontram o caminho do gol, conquistou o respeito e a admiração tanto da torcida, quanto dos próprios colegas de equipe.

"O Eduardo é um parceiro de ataque, a gente sabe da grandeza que tem o Eduardo. Vem jogando e fazendo grandes participações no Atlético então é um jogador de grande qualidade e facilita pra quem tá do lado dele, tanto pra receber fazer quanto fazer gols, tem essa facilidade", disse o atacante Neto.

"Gosta muito de um dois, é por isso que ele chega sempre cara a cara com o goleiro. Ele chama pra um dois e a gente por ter facilidade de fazer as tabelas por dentro ali ele acaba levando a vantagem sobre a defesa por que a jogada é mais rápida então ele tá podendo tá brigando por essa artilharia, é mérito do cara, um grande jogador e se Deus quiser no final da competição ele vai ser o artilheiro da competição e se Deus quiser, com o acesso", afirmou Rafael, sobre o colega com quem a parceria é evidente nos jogos.

No último domingo o Atlético jogou com o Juazerense. Venceu por 2 a 1. Eduardo pra variar, participou do placar com um gol. A partida não foi tarefa fácil, o Eduardo que o diga. Mas quem disse que futebol é tarefa fácil.

"A gente jogar com três atacantes dificulta um pouco e eles vieram com esse trabalho pra dificultar um pouco a gente, fecharam bastante e com certeza, dificultou. Apesar de termos perdido alguns jogadores na véspera do jogo, mas graças a Deus a gente conseguiu o resultado que é mais importante", explica Eduardo.

Enquanto a torcida é para que o Atlético consiga o acesso a série B, tão merecido, também aumenta a expectativa para que Eduardo lidere de uma vez a artilharia do campeonato. Boas características ele tem, com certeza.

"Primeiramente sempre converso com todos que quero o acesso. Se Deus me abençoar com o acesso, a artilharia é consequência do trabalho e do grupo todo", completa.

 

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado