Você está aqui: Home Esporte Questão de Cidadania em retângulos cheios de sonhos

Questão de Cidadania em retângulos cheios de sonhos

Futebol da Amizade: 150 craques todos os anos

Danilo Bezerra Mendes tem 28 anos. É um jovem. Há 4 anos resolveu trocar a rotina de beneficiário de auxílio doença (consequência dos estragos causados pelo trabalho de servente de pedreiro e de repositor em supermercado) pela teimosia de ser técnico de futebol.

“Técnico de futebol” não seria bem a função que ele desempenha hoje. Ele está mais para “cuidador de futuro” quando se empenha em levar a disciplina do futebol a alunos de 4 a 16 anos. A Escolinha de Futebol da Amizade existe há quatro anos. Desde 2014, mudou o roteiro de 150 jovens todos os anos.

São meninos que, muitas vezes, andam até 30 quilômetros para treinar nos campos e quadras públicas de Epitaciolândia. Alguns dos jovens talentos esportivos pegam ônibus, gastam o dinheiro que sonham ter para construir uma glória alimentada pelo jovem professor Danilo.

“Na verdade, tudo é uma questão de cidadania”, diz o jovem Danilo, em uma voz firme e até um pouco enérgica. “O futebol é um instrumento para falar de valores, mas as dificuldades não são poucas”.

O jovem relata que muitas vezes tem que pagar dinheiro do próprio bolso para garantir a presença e o retorno de muitos alunos. Os que moram nas imediações de Epitaciolândia e são muito pequenos, ele leva de volta à casa dos pais, a pé, segurando na mão da criança. Algumas vêm até da Bolívia.

Após quatro anos de trabalho, Danilo sente necessidade de ajuda. Precisa de apoio para garantir roupa adequada aos meninos, mais tempo disponível nas quadras da Prefeitura de Epitaciolândia e um carro oficial (ou que pudesse ficar à disposição) para dar apoio ao trabalho. Além disso, a Escolinha de Futebol da Amizade precisa ser institucionalmente criada, precisa ser formalizada e a burocracia custa caro para quem tem sonhos a embalar. “Eles precisam disso”, diz Danilo. “Eu preciso fazer a minha parte. É um compromisso”.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado