Domingo, 22 de Setembro de 2019

Greve da Saúde é destaque na Aleac

Nota emitida pelo governo não foi bem aceita pelos parlamentares

A sessão da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na manhã desta quarta-feira teve como uma das pautas, a confusão registrada entre o secretário adjunto da Saúde, coronel Jorge Rezende, e o deputado estadual Jenilson Leite.

A nota de repúdio emitida pelo governo, por meio do secretário Alysson Bestene, não foi bem aceita pelos parlamentares. O texto em alguns pontos citava agressão física e verbal e depredação do patrimônio público.

“De repente o governo lançou uma nota inoportuna, inexpressiva onde ele tenta apagar fogo com gasolina chamando os servidores da saúde do estado do Acre de invasores, porque no momento que o governo solta uma nota dizendo que a secretaria de saúde foi invadida pelos servidores, está os chamando de invasores, isso infelizmente não condiz com a realidade e com a verdade”, explicou o deputado estadual (MDB), Roberto Duarte.

Segundo o líder do governo na Aleac, deputado Luiz Tchê, a situação pode e já está sendo resolvida. Uma reunião entre equipe do governo e representantes da categoria já foi agendada. “Os canais de negociações com o sindicatos estão abertos, acredito que nós precisamos convencê-los que a situação do estado é delicada e é justa a reivindicação deles, mas precisamos dialogar”, disse.

Mas o que parece é que o assunto não vai ser esquecido tão rápido assim. Edvaldo Magalhães, deputado pelo PC do B, ainda não digeriu nem a postura nem o comportamento do secretário adjunto da Saúde. O parlamentar garantiu que vai apresentar um projeto de Lei para que atitudes, como a do coronel Rezende, fiquem registradas como nada agradáveis e nenhuns pouco aceitáveis pelos deputados.

“O acreano é aquele que sempre acolhe as pessoas aí vem esse secretario adjunto, um coronel lá do Rio Grande do Sul chamar de vagabundo os trabalhadores da saúde, mas ele vai ganhar um prêmio, vou entrar com um projeto para que a assembleia conceda a ele o título de uma pessoa não grata, ele vai ser reconhecido pelo resto da vida em uma lei que ele não é bem-vindo no estado do Acre”, concluiu o deputado.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado