Você está aqui: Home Polícia Bruno Borges depõe na Polícia Civil na próxima semana

Polícia

Bruno Borges depõe na Polícia Civil na próxima semana

Delegado diz que estudante precisa esclarecer alguns fatos

Bruno Borges será ouvido pela Polícia Civil na semana que vem. Ele deve esclarecer alguns fatos que estão sendo apurados. “O aparecimento do Bruno não traz qualquer modificação na esfera jurídica”, pontua o diretor do Departamento de Inteligência, delegado Alcino Júnior. “O Bruno não cometeu nenhum crime no nosso entender. Quem se isola voluntariamente o mundo jurídico não pune e a família, até onde investigamos, não tinha nenhum tipo de má fé quando comunicou o desaparecimento”.

A declaração do delegado foi feita em entrevista coletiva realizada no início da tarde desta sexta-feira (11). As investigações foram arquivadas há aproximadamente um mês. O delegado afirmou que há possibilidade de que Bruno responda a um processo na esfera cível, já que o Estado teve custos com investigação e uso de forças de Segurança. Mas, essa decisão caberá à Procuradoria Geral do Estado se entender que deve responsabilizar o estudante.

O caso Bruno Borges já rendeu a detenção de um amigo e o indiciamento de outro por falso testemunho. Na investigação, a polícia identificou que Bruno e os dois amigos tinham combinado o lançamento dos livros. “Até com data pré-agendada”, lembra o delegado.

O desaparecimento do estudante ocorreu há quase cinco meses. Ele chamou atenção do Brasil e do mundo pela forma como conduziu o “isolamento voluntário”: deixou 14 livros criptografados. Os exemplares estavam acomodados em um quarto onde havia uma réplica em tamanho original do filósofo Giordano Bruno.

Um dos livros, que trata de uma suposta Teoria da Absorção do Conhecimento, foi lançado recentemente e já entrou na lista dos mais vendidos no país.

“Ontem, eu fiquei o dia inteiro de joelho no chão, pedindo pelo retorno dele, e ele voltou”, disse a mãe, Denise Borges, emocionada ao telefone. Ela está na cidade de Aparecida, no interior de São Paulo, onde foi pedir intersecção à santa pelo reaparecimento do filho.

“Eu não tenho muitos detalhes só sei o que me disseram: que ele está muito magro e que estava em retiro”, disse, tentando sufocar o choro. Denise disse que Bruno se nega a dizer onde estava localizado o “retiro”. Ela tenta embarcar em um avião para retornar ao Acre, mas só deve conseguir amanhã (12).

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado