Você está aqui: Home Polícia Dois policiais acusados de tortura são presos

Polícia

Dois policiais acusados de tortura são presos

Grupo do MP em busca do terceiro envolvido

O Ministério Público do Acre oferece denúncia à Justiça acusando policiais militares de tortura. O crime aconteceu em maio deste ano. Desde então, os promotores e investigadores do Grupo de Atuação para Controle Externo da Atividade Policial se dedicam a provar a culpa dos envolvidos. São três policiais acusados. Dois deles foram presos pela Operação Calvário.

O nome da operação se justifica pela forma como os policiais executaram a tortura: pregaram a vítima como se a tivessem crucificado. Testemunhas que viram a cena. O terceiro policial ainda não foi identificado pelo grupo do MP.

O crime aconteceu em maio deste ano. Um dependente químico furtou objetos de trabalho da casa de um policial. Os colegas de farda identificaram quem havia furtado os pertences. O dependente químico havia levado os objetos para o bairro Papoco, conhecida região de tráfico e consumo de drogas no Centro de Rio Branco.

A partir daí, os três policiais fizeram com que a vítima entrasse em um carro (os policiais estavam à paisana). Começou a sessão de pancadaria. Ao retornar para o bairro, mais espancamento. Os policiais, de acordo com o que informa o Grupo de Atuação para Controle Externo da Atividade Policial, crucificou o jovem, usando pregos. A cena foi testemunhada.

“De volta ao bairro, diante de uma plateia, teve os punhos pregados em um assoalho de uma casa abandonada. Com a saída dos policiais, M.L.S foi socorrido pelas pessoas presentes e despregado do assoalho”, diz trecho de uma material divulgado pelo Ministério Público.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado