Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019
Você está aqui: Home Polícia Julgamento de vereador Juruna é adiado para o dia 28

Polícia

Julgamento de vereador Juruna é adiado para o dia 28

Advogado fala sobre tese usada na defesa

O Tribunal de Justiça do Acre adiou o julgamento do vereador José Carlos Lima, o Juruna, para o próximo dia 28 de março. A Câmara Criminal iria realizar esse julgamento nesta quinta-feira (14).

“O Superior Tribunal de Justiça que anulou o julgamento, entendeu a plausibilidade do direito de Juruna e anulou o julgamento para que seja um novo estaria sendo realizado hoje sob a alegação de que as teses da defesa não foram examinadas, e quais são as teses da defesa, de atipicidade da conduta, Juruna nem praticou o crime de trafico de influencia, nem praticou o crime de corrupção ativa, é o que diz a defesa”, explicou o advogado de defesa, Valdir Perazzo.

Juruna já foi julgado e condenado a 9 anos, 5 meses e 10 dias de prisão por ter cometido dois crimes, tráfico de influência e corrupção ativa. Ele chegou a ficar preso por sete dias, mas a defesa entrou com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal, STF, que concedeu a liminar para ele aguardar um outro julgamento em liberdade.

Depois disso, o advogado entrou com um pedido de medida de urgência ao Supremo Tribunal de Justiça, que anulou o julgamento do TJ, já que o judiciário acreano se recusou a analisar a tese da defesa no julgamento anterior.

Juruna foi denunciado por sindicalistas de receber propina para vender espaços na região conhecida como camelódromo de Rio Branco, quando foi presidente do sindicato dos camelôs. A defesa nega esses fatos e explica qual será a tese utilizada no próximo julgamento. “Nós alegamos, desde o primeiro momento, desde que fizemos a operação, que o crime de trafico de influencia não ocorreu, porque a pessoa que a quem se ofereceu o serviço que não poderia ser concedido, não inocente, não era ingênua, como exige a lei, era um sindicalista como Juruna, quanto ao crime de corrupção ativa, Juruna não teria nenhum para interferir porque tudo isso está disciplinado numa lei municipal,” concluiu Perazzo.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado