Sábado, 15 de Junho de 2019
Você está aqui: Home Polícia Segurança Pública identifica suspeitos de degolarem homem

Polícia

Segurança Pública identifica suspeitos de degolarem homem

Representantes da força de segurança falaram sobre o caso

A Secretaria de Segurança Pública apresentou na manhã desta terça-feira (21) quatro pessoas suspeitas de envolvimento no crime de decapitação ocorrido no último sábado (18).

De acordo com investigação integrada das forças de segurança do estado em conjunto com o Ministério Público, foi descoberto que após a decapitação, que teria acontecido na região do bairro Taquari, o corpo da vítima foi jogado nas águas do Rio Acre e até o momento não foi encontrado. O Corpo de Bombeiros está trabalhando nas buscas.

A vítima era funcionário terceirizado da prefeitura de Rio Branco, estava afastado a dois meses do trabalho por conta de um acidente de moto e não foi identificado nenhum tipo de envolvimento com organizações criminosas por parte dele, até o momento.

Quatro pessoas foram identificadas como tendo participação no crime, sendo eles: Arlys Kelby de Oliveira Almeida vulgo “Pepe” e Emerson da Silva Saraiva vulgo “Italiano”, que já são investigados por outros crimes, um menor foi apreendido, e a quarta pessoa é Adriana Silveira, a mulher que teria atraído a vítima para o bairro Taquari. A polícia investiga Adriana teve participação direta no crime ou foi forçada a atrair a vítima. “Eles são envolvidos em outros delitos já investigados pela Delegacia de Homicídios, já foram indiciados em outros dois crimes bárbaros cometidos nos mesmos moldes desse que foi identificado agora”, disse o delegado Cristiano Bastos.

“Já tínhamos conhecimento de quem seriam os autores desde as informações preliminares repassadas pelos familiares. Está identificada a situação, são pessoas envolvidas com organizações criminosas que cometeram um delito contra uma pessoa que até então não tem nenhuma informação que tenha envolvimento com crime”, completou Bastos.

A polícia investiga agora o que motivou esse bárbaro crime, “o que nós sabemos sobre a motivação é que ela está relacionada a uma possível ligação dele com uma organização criminosa, que não foi confirmada, mas para os autores do crime era possibilidade e também tem uma questão de natureza amorosa, passional, mas isso só para conclusão da investigação que será 100% configurado”, explicou o delegado de Polícia Civil Roberth Alencar.

O corpo continua desaparecido.

Entenda o caso

No último sábado (18), um vídeo começou a circular no aplicativo de mensagens instantâneas, WhatsApp, no qual mostrava um homem afirmando sair de uma organização criminosa e entrando em outra, e em seguida, um outro vídeo que mostra a vítima sendo degolada.

O rapaz que aparece nas imagens seria Raimundo Lacerda do Nascimento, 23 anos. De acordo com a família, o rapaz morava no loteamento Sol Nascente, na rodovia AC-040, e era motoboy da Secretaria Municipal de Educação (Seme).

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado