Você está aqui: Home Política MP e SISP vistoriam presídio Francisco de Oliveira Conde

Política

MP e SISP vistoriam presídio Francisco de Oliveira Conde

Estado quer evitar masacres como os de Manaus e Boa Vista

O procurador geral do Ministério Público do Acre, Osvaldo Albuquerque, foi pessoalmente vistoriar o complexo penitenciário Francisco de Oliveira Conde (FOC). Em decorrência dos massacres entre presos nas unidades prisionais de Manaus onde morreram 60 detentos, e em Boa Vista, onde outros 33 foram decapitados e esquartejados, a instituição quer evitar que um banho de sangue aconteça nos pavilhões dos presídios acrianos.

Em outubro do ano passado, no Acre, 4 detentos foram assassinados e outros 19 ficaram feridos, após um confronto entre presos de facções rivais. A rebelião aconteceu em três pavilhões, todos localizados no chapão, uma ala de segurança máxima do FOC.

Na visita, o procurador acompanhado do secretário de Segurança Pública verificou o setor de revista da penitenciária. No local todas as pessoas que realizam visitas passam por uma fiscalização pessoal e eletrônica. Em seguida, a comitiva caminhou pela muralha de onde puderam ter uma visão de todo o complexo penitenciário.

Atualmente os presídios Francisco de Oliveira conde e Antônio Amaro abrigam cerca de 3 mil e 500 presos, sendo que a capacidade é para 2 mil detentos.

Entre as medidas de segurança adotadas. Está o reforço policial com homens do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e agentes especiais da Polícia Civil no interior do presidido, atuando 24 horas por dia, por tempo indeterminado. Outra medida foi a transferência de 44 presos líderes de facção para o regime disciplinar diferenciando, o RDD. 

“Podemos constatar a eficácia das forças de segurança com ações especificas destinadas ao enfraquecimento das facções criminosas no Acre. As medidas que estão sendo adotadas pelo sistema integrado nos presídios, o reforço de pessoal e novos equipamentos que reforçam a segurança, somados a ações integradas do SISP com o MP e TJ, são fundamentais.” Afirmou o procurador geral.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado