Você está aqui: Home Política André Maia nega prejuízos a Senador Guiomard

Política

André Maia nega prejuízos a Senador Guiomard

“Trator não podia ter entrado no leilão”

Em meio a tantas denúncias, o prefeito de Senador Guiomard André Maia começa a exonerar secretários como forma de amenizar as críticas à sua administração.
Essa semana um vídeo tomou conta das redes sociais. Ele mostra a camionete da prefeitura estacionada na garagem da casa do secretário de Administração João Carvalho, irmão do deputado estadual Jairo Carvalho.

Ainda nas redes sociais, fotos mostram o mesmo veículo na casa do pastor Abreu, presidente da igreja Assembleia de Deus em Senador Guiomard, a mesma congregação do secretário de Administração.

Com as denúncias de uso particular do veículo oficial, veio mais pressão contra o prefeito e nessa segunda-feira ele anunciou que João Carvalho foi exonerado da pasta de administração. Foi demitido também, o diretor de trânsito do município Paulinho Miranda. O motivo é outra denúncia, dessa vez mais grave.

A prefeitura vendeu um trator de forma ilegal durante um leilão organizado pelo município. O prefeito decidiu vender máquinas que estavam sem uso, só que um trator que não estava relacionado foi colocado num lote. Um comprador de Rondônia levou o equipamento por R$ 20 mil.

Só que não havia permissão da Câmara para a venda do trator e a transação, sem aval do parlamento passou a ser ilegal. Com isso, sobrou para quem ficou à frente do leilão.

O prefeito André Maia garante que não houve prejuízo ao município. Foi apenas um erro de procedimento. O trator não deveria estar na lista. “A máquina estava danificada, não tinha como consertar, o melhor negócio era vendê-la, mas ela não podia entrar nesse leilão, por erro ela foi negociada, mas já estou pedindo o trator de volta e vamos devolver os R$ 20 mil ao comprador”, prometeu.

O prefeito ainda tentou amenizar, ao dizer que a saída de Paulinho Miranda é uma forma de dar uma resposta ao erro. Já o secretário de Administração não tem a ver com denúncias de uso para atividades particulares do veículo da prefeitura. A ideia era enxugar a folha de pagamento.

Os vereadores de oposição ao prefeito já levaram o caso ao Ministério Público para que o prefeito possa ser investigado se realmente não sabia da venda do trator, e como o negócio foi ilegal que seja obrigado a devolver o dinheiro ao município e condenado por improbidade administrativa.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado