Você está aqui: Home Política Produção cultural pode chegar aos bairros mais violentos

Política

Produção cultural pode chegar aos bairros mais violentos

Cooperação entre instituições beneficia 5 loteamentos

Secretaria de Habitação e Fundação de Cultura Elias Mansour assinam termo de cooperação técnica que vai beneficiar moradores de 5 loteamentos de Rio Branco.
Servidores das pastas de Habitação e Cultura testemunharam a assinatura do termo, na Usina de Arte João Donato. Com recursos da Caixa Econômica, através do Programa Minha Casa Minha Vida, a parceria entre a Sehab e a Fundação Elias Mansour (FEM) prevê a realização de projetos culturais em cinco loteamentos da Capital.

"É uma das ações que vamos levar para algumas localidades. O Cidade do Povo, o Loteamento Abunã, Jarbas Passarinho e Rosalinda I e II. Que ações são essas? Todas as vezes que nós entregamos um loteamento, fica guardado parte do recurso pra ser investido no trabalho social. É a pós ocupação daquela nova localidade", disse a secretária da Sehab, Janaína Guedes.

De acordo com a diretora-presidente da Fundação Elias Mansour, serão desenvolvidas diversas ações nos loteamentos indicados pela Sehab.

"Elas incluem oficinas artísticas de algumas áreas e também apresentações artísticas. Isso tem objetivo de criar um entrosamento, melhorar as relações.
Pessoas que tenham interesse, que participam de grupos nessas localidades podem participar dessas atividades. Teatro, artes visuais, músicas, apresentações de artistas diversas", explica a diretora-presidente da Fundação Elias Mansour, Karla Martins.

Será investido quase R$ 1 milhão nos projetos culturais. Apesar de ser um alto valor, a Sehab afirma que o recurso é uma sobra de valores que ainda estavam em caixa.

"A gente já havia desenvolvido essas atividades, elas são contratadas por licitação, contratamos empresa pra desenvolver essas atividades, mas o que aconteceu: lá em 2015 e 2016, quando foi licitado, quando a gente manda um termo de referência pra CPL vai num valor, mas pode acontecer de a empresa baixar o valor no momento da licitação. Nesse baixar como eram 24 contratos diferentes sobrou. Essa sobra foi que pedimos a Caixa pra gente utilizar agora e em função disso a gente começou essas atividades", afirmou.

Segundo a secretária Karla Martins, em no máximo 60 dias, as atividades culturais devem chegar aos loteamentos.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado