Você está aqui: Home Política Marina reforça discurso do Governo sobre Segurança

Política

Marina reforça discurso do Governo sobre Segurança

Reforço da Segurança como "questão de Justiça"

A pré-candidata à Presidência da República pela Rede Sustentabilidade, Marina Silva, discutiu com militantes os principais temas da gestão pública em encontro realizado na manhã desta segunda-feira (16) em Rio Branco. Em entrevista à imprensa e divulgada no perfil pessoal do jornalista Altino Machado, ela ampliou o debate sobre Segurança Pública, reforçando que o cenário não dependa apenas da ação de polícia, mas uma “questão de Justiça, Social, Econômica, Cultural”.

Marina acabou reforçando o discurso que o Governo do Acre tem feito sobre o assunto. Especificamente sobre o problema da Segurança Pública no Acre, ela falou dos problemas das fronteiras abertas e do que classificou como “descaso” do Governo Federal.

“É uma área de fronteiras, não é apenas uma fronteira, e um problema que foi o descaso de sucessivos governos federais. Desde a época do Itamar, passando por Fernando Henrique Cardoso, pelos governos do PT... o Governo Dilma/Temer nunca quis nacionalizar o problema da Segurança Pública no Brasil. Nós deveríamos ter um Sistema único de Segurança Pública que agora foi aprovado, mas infelizmente ainda tem muito para ser implementado. Mas, já é um primeiro passo”, ponderou.

Marina lembrou que a ausência de uma ação integrada entre as polícias fez com que a violência em Pernambuco que havia caído há alguns anos voltasse a assustar a população. E fez um alerta em relação a detalhes que estão passando despercebido.

“Hoje, nós temos uma realidade que o Rio de Janeiro não é o Estado mais violento. No Norte e no Nordeste nós estamos ficando com uma situação de quase descontrole. Os governos estaduais têm sim a sua responsabilidade. Mas, seria injusto dizer que governo frágeis, sozinhos, eles teriam condições de dar conta disso. Eu gosto de trabalhar com a verdade”, disse a candidata.

Ela ampliou o debate a respeito do problema ao colocar as diferentes ideias de “Justiça” relacionadas à Segurança Pública. “É fundamental que a questão da Segurança não seja só um caso de polícia. É também um caso de Justiça... de Justiça Econômica, de Justiça Social, de Justiça Cultural, de igualdade de oportunidades. Sem isso, nós vamos continuar enxugando gelo. É por isso que nós temos uma proposta de valorização dos jovens, investir cada vez mais para que eles possam ter oportunidade de trabalho, as escolas técnicas, a formação correta na série certa”.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado