Você está aqui: Home Política Sindmed denuncia: só há um médico em Feijó

Política

Sindmed denuncia: só há um médico em Feijó

Governo se defende e diz que contratou um profissional

O Sindicato dos Médicos do Acre denuncia que o corpo clínico do Hospital Geral de Feijó atua com apenas um médico.

Em função das férias no mês de novembro, a rescisão contratual de um médico e o falecimento de outro, o quadro clínico da unidade hospitalar de Feijó ficou insuficiente e o atendimento à população prejudicado com apenas um médico por plantão.

A atual situação obriga o médico a atuar no Pronto Socorro, na internação e na Maternidade Nair Correia de Araújo.

O município de Feijó conta com a população estimada de 34.675 pessoas. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o parâmetro ideal de atenção à saúde da população é de 1 médico para cada 1.000 habitantes.

De acordo com dos Sindicatos dos Médicos do Acre, é necessário que se tenha o mínimo três médicos para fazer uma operação ou atender uma gestante. “Se chegar dois pacientes em caso de emergência, o médico precisa escolher quem vai ser atendido, muitas vezes colocando a vida do paciente em risco”, afirma a assessoria do sindicato.

A Secretária de Estado de Saúde infirmou que houve a contratação de um médico para o Hospital de Feijó e está em busca da contratação de mais um profissional.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado