Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019
Você está aqui: Home Política Prefeitura confirma casos de H1N1 e H3N2 em Rio Branco

Política

Prefeitura confirma casos de H1N1 e H3N2 em Rio Branco

Campanha de vacinação contra gripe pode ser antecipada

A prefeitura de Rio Branco já confirmou a circulação do vírus H1N1 e H3N2, subtipos da influenza A, ou gripe como é popularmente chamada. Para tentar evitar que a situação fique ainda mais complicada, o Município, por meio da vigilância epidemiológica, já solicitou que a campanha de vacinação seja antecipada, pelo menos, em Rio Branco.

O período da campanha de vacinação contra a influenza, que segue um calendário nacional, é elaborado pelo Ministério da Saúde. Para 2019, a data definida foi de 10 de abril até 31 de maio. Mas na prática, segundo a diretora da Vigilância Epidemiológica de Rio Branco, Socorro Martins, o calendário precisaria ser repensado, pelo menos em relação à região Norte. “A região Norte era pra começar bem antes, porque é um período mais chuvoso, propício para disseminação. Então nós teríamos que começar essa vacinação em dezembro ou novembro do ano anterior.”

Outra alteração que foi proposta e aceita, foi a idade do público-alvo que deve ser vacinado. Até 2018, a campanha envolvia crianças de seis meses até cinco anos. Agora, a idade limite é de seis anos. Também devem ser vacinados: as grávidas, as puérperas (mulheres dentro dos 45 dias do pós-parto), idosos com 60 anos ou mais, professores, além das pessoas privadas de liberdade e com doenças crônicas.

O secretário estadual de Saúde, Alysson Bestene, reconhece que a situação do vírus na capital é bem mais preocupante do que em outras cidades acrianas, sendo assim, ele se diz confiante de que o Ministério da Saúde, assim como antecipou o início da campanha em algumas outras cidades da região Norte, vai autorizar a solicitação do Acre. “O Ministério diante dessa antecipação também que ocorreu para o estado do Amazonas, ele está atendendo toda a região Norte. Creio que no mais tardar, nas primeiras semanas de abril, a gente vai lançar essa campanha da vacinação da H1N1.”

O Poder Público pede que a população fique atenta aos sintomas e busque, assim que possível, orientação médica, assim como fez a aposentada Maria do Socorro, “muito mal, muita dor de cabeça, febre, dor no corpo é um mal estar tremendo. Vim no médico sexta-feira, mas não melhorei, voltei hoje de novo.”

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081

Fique Conectado