Quinta-Feira, 22 de Agosto de 2019
Você está aqui: Home Política Governo realiza reunião para combater queimadas

Política

Governo realiza reunião para combater queimadas

Estratégias de ação do comando foram apresentadas

A primeira reunião do Comitê Gestor Institucional do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas acontece nesta terça-feira (11).

Um decreto, publicado no diário oficial, criou o comitê Gestor Institucional do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas tendo como responsável pelas equipes, André Hassem, presidente do Instituto do Meio Ambiente do Acre (IMAC).

O comitê é composto por 14 órgãos e entidades, entre eles Corpo de Bombeiros, Policiamento ambiental, Iteracre, Instituto de Mudanças Climáticas (IMC), Secretaria de Agropecuária e Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção familiar.

“Nós vamos preparar toda a equipe juntamente com as demais entidades que fazem parte do comando controle para começarmos já as ações de fiscalização e monitoramento no Estado”, disse o presidente do IMAC, André Hassem.

Durante o encontro, além das estratégias de ação do comando, foram apresentados os instrumentos da política que serão adotados. Entre eles, o zoneamento econômico ecológico, o cadastro ambiental e rural de regularização ambiental e o plano de prevenção e controle de desmatamento e queimadas. Ainda durante a reunião do comitê, o representante de cada instituição apresentou uma proposta de trabalho, além das atividades que vem desenvolvendo na área.

“Nós enquanto Secretaria Municipal de Meio Ambiente tentamos combater com setor de fiscalização esses pequenos incêndios porque sabemos que qualquer fumaça prejudica a qualidade do ar e trás problemas tanto para a saúde quanto para o meio ambiente de forma geral”, explicou a Chefe de fiscalização, Greyce Ditomaso.

“É de suma importância não só a feitura desse plano, porque muitos planos são feitos, mas não saem do papel, não são implementados e não são realizados, então esse comitê é importante para que todos os órgãos ambientais se juntem para forçar o cumprimento desse plano que na verdade visa a qualidade de vida e o desenvolvimento sustentável”, explicou a procuradora de justiça do MP, Rita de Cássia.

Um monitoramento já é realizado para mapear pontos de calor em todo o estado. A cada 15 dias essas informações são avaliadas. O sistema integrado do comitê já aponta algumas informações que irão contribuir para a elaboração e implementação do plano estratégico. As reuniões para atualização de dados passam a ser mais frequentes. Com isso, as equipes que monitoram, fiscalizam e administram o licenciamento passam a atuam de uma forma bem mais integrada.

“O importante disso tudo é esse conjunto de órgãos se preparar para combater e reduzir essas queimadas que tanto afligem a população nesse período”, ressaltou o comandante do Corpo de Bombeiros, Carlos Batista.

Segundo dados do Instituto de Meio-ambiente do Acre, 40% das áreas de floresta sofreram impactos por causa das queimadas nos últimos anos. Em 2018, o instituto também registrou um aumento no número de desmatamento e de queimada. Com o início do período de seca em todo o estado, o assunto "fogo" volta a preocupar.

A prática mesmo das queimadas ainda é pouco percebida, mas as ações para minimizar esse tipo de crime já começaram. A ideia é fazer uma força tarefa com os órgãos ambientais para tentar fazer com que áreas verdes como essa, permaneçam assim durante todo o período do verão amazônico.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado