Terça-Feira, 24 de Setembro de 2019
Você está aqui: Home Política Parlamentares criticam aluguel de jatinho pelo governo

Política

Parlamentares criticam aluguel de jatinho pelo governo

Contratação foi debatida durante sessão na Aleac

Foram 15 dias de recesso parlamentar. E conforme o regimento interno da Assembleia Legislativa do Acre, uma sessão ordinária, realizada na manhã desta quarta-feira (31), marca a reabertura dos trabalhos.

O que, teoricamente, deveria ser uma sessão tranquila oficializando apenas o retorno aos trabalhos, se transformou em uma verdadeira troca de acusações. Com a publicação no Diário Oficial da contratação de um jatinho por parte do Governo do Estado, o assunto dominou a tribuna.

Mesmo o ato já tendo sido interpretado como legal pela Justiça, boa parte dos parlamentares se mostrou indignada com a homologação da licitação. O serviço contrata 288 horas de voo que poderão ser utilizadas dentro de um prazo de 12 meses. Cada hora de voo, vai custar aos cofres públicos, 18 mil reais.

“Não é um ato ilegal, em hipótese alguma, mas é imoral. É uma imoralidade para os dias que vivenciamos no estado do Acre, com relação a saúde, a segurança pública que está um verdadeiro caos, a educação, e a própria infraestrutura do estado do Acre. Nós temos muito o que investir, muito o que melhorar , gerar emprego e renda pra população do estado, mas infelizmente estamos aqui debatendo uma contratação de um jatinho”, comentou Roberto Duarte.

O líder do governo na Aleac foi bastante pressionado pelos deputados. Luiz Tchê diz entender a preocupação dos parlamentares, mas defende a contratação com argumentos, e não descarta a possibilidade de que o discurso de hoje não seja mais a realidade de amanhã. “Recordei hoje da compra do helicóptero no governo Binho Marques, no qual foi muito criticado por muitos parlamentares da época e ele hoje tem nos ajudado muito. O avião é contratado só pro governador voar? Não! É pro Executivo. Pode ser que nem voe esse ano, pode ser que vai voar duas ou três vezes no mês, enfim, a critica pode ser feita lá no futuro, porque pode ser muito benéfica a nossa sociedade.”

Pressão que os deputados esperam surtir efeito. “Eu espero, sinceramente, que um lampejo tome de conta do governador até o final desse dia, para que a amanhã o diário oficial traga uma nova notícia da revogação desse contrato,” completou o advogado Edvaldo Magalhães.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado