Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019
Você está aqui: Home Política Desarquivamento do PL continua sendo pauta na Aleac

Política

Desarquivamento do PL continua sendo pauta na Aleac

Principal alteração envolve limite de gasto entre os poderes

Parlamentares se reuniram na manhã desta quarta-feira (16) na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para debater sobre o desarquivamento do Projeto de Lei (PL) que visa alterar alguns pontos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Alguns deputados que são contra, pretendem buscar na justiça a comprovação de que o ato não tem nada de legal.

“O que está em jogo não é disputa política entre base de governo e oposição, não é isso, o que está em jogo é a constituição do estado, é o regimento interno da casa, essa matéria fere princípios democráticos que quem jura defender a constituição e os regimentos da casa jamais poderiam admitir votar, nós estamos rasgando, literalmente, a constituição do estado do Acre e nós fazer o que for possível para que a justiça repare esse estupro legislativo que está ocorrendo com esse processo da LDO”, disse o deputado estadual (PCdoB), Edvaldo Magalhães.

O desarquivamento do PL ocorreu ainda nessa terça-feira e na sequência, os procedimentos para a votação iniciaram, mas algumas manobras da oposição comprometeram o tempo regulamentar para a sessão, que precisou ser encerrada.

Segundo o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Aleac, o deputado Gehlen Diniz, esses trabalhos devem ser concluídos. “Não foi votado na terça em razão da apresentação de uma emenda do deputado Daniel Zen e também em razão do tempo, uma sessão extraordinária pode ter no máximo 2 horas, e nós já estávamos praticamente no limite, não ia dar tempo analisar a emenda do deputado na comissão e voltar para o plenário para apreciarmos, então, optamos por apreciar no dia seguinte a emenda do deputado com mais tempo, com mais cautela e em seguida levar a matéria para o plenário para votação”, explicou.

Concluída essa etapa, o Projeto de Lei segue para a votação em plenário. A principal alteração está relacionada aos poderes Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas, que passam, assim como o Executivo, a ter limite de gastos.

“Nós achamos melhor não aprovar outra LDO para que pudéssemos nesta quarta apreciar essa emenda para ver se realmente teria uma boa utilidade e se poderia ajudar o governo, então estamos analisando com os técnicos do governo”, conclui o presidente da Aleac, Nicolau Júnior.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado