Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019
Você está aqui: Home Política Governo realiza reunião para esclarecer sobre LDO

Política

Governo realiza reunião para esclarecer sobre LDO

Representantes dos poderes que foram prejudicados participaram

O Governador, Gladson Cameli, realizou na manhã desta sexta-feira (18) no Palácio de Rio Branco, uma reunião para esclarecer sobre o Projeto de Lei (PL) que altera as Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Representantes do Ministério Público (MP) e da Defensoria, Secretários e o presidente da Assembleia Legislativa (Aleac) foram alguns dos convidados.

“O Governo Federal tem cobrado muito o Plano de Ajuste Fiscal (PAF), no Acre o executivo está acima do limite e precisamos ajustar e eu tenho falado constantemente sobre a venda da dívida, da renegociação que estamos nos tramites final e hoje eu convidei os poderes, as instituições para vir tomar um café e para que nós pudéssemos fazer esse debate, tiramos algumas dúvidas, a realidade é que existe uma conta e alguém tem que pagar e nós só pagamos se houver um alinhamento, um reajuste, um debate”, disse o governador.

Nicolau Júnior é presidente da Aleac e chegou a intermediar calorosas discussões na casa acerca da LDO, para ele, esse chamamento do governo vai ajudar a explicar porque o governo tomou essa decisão de alterar alguns pontos da lei.

“Chamar para sentar todos os poderes na mesa, falar realmente a verdade, a dificuldade que o estado está passando, nós compreendemos, nós tentamos nos organizar em relação as nossas finanças, mas queremos que haja uma conversa”, falou Nicolau.

O Secretário de relações políticas e institucionais, Alysson Bestene, também participou da reunião. “O Governador quer aproximar e colocar o problema na mesa com todos os órgãos, todos os poderes para que o próximo ano, nós possamos ir ajustando e na lei orçamentária que vai ser encaminhada para Assembleia nós temos essa suplementação pensando no próximo ano”, explicou.

Para os poderes que tiveram uma diminuição da receita prevista com a nova LDO, a conversa serviu para esclarecer a mudança, mas ainda assim, a notícia não foi das mais agradáveis.

“As instituições e os poderes precisam dialogar porque na verdade nós compreendemos que todos nós estamos passando por momentos de dificuldades e eu acho que precisamos encontrar soluções conjuntas para o bem do estado em geral, o estado estando bem, as instituições vão estar bem também”, esclareceu a procuradora-geral do MP, Kátia Rejane.

“A defensoria é a instituição que tem o menor percentual, mas nós temos dialogado com o governador, ele compreende toda a realidade da defensoria e ele tem sempre escutado a instituição e eu acredito que o propósito dessa reunião foi unir esforços para que os gestores consigam compreender a real situação e dar alternativas para que possamos estar equilibrando para que o estado volte realmente a investir e desenvolver”, concluiu a defensora pública-geral, Roberta Caminha.

agazeta logotipoAv. Antônio da Rocha Viana, 1.559
Vila Ivonete - Cep. 69.914-610
Rio Branco - Acre
Tel.: (68) 2106-3050
Fax: (68) 2106-3081



Fique Conectado